benefícios de praticar atividades físicas ao ar livre

6 benefícios de praticar atividades físicas ao ar livre

Mesmo quem se dá bem com o ambiente fechado de academias de ginástica de vez em quando sente a necessidade de se exercitar no parque, correr na praia ou apenas caminhar pelas ruas arborizadas do condomínio, espairecendo sem ter pressa para voltar.

Parece clichê, mas a sensação de liberdade e o bem-estar que o vento no rosto proporciona não têm comparação! Para entender as recompensas por trás da prática de atividades físicas ao ar livre e se inspirar para sair da rotina, acompanhe o post!

Quais são os benefícios das atividades físicas ao ar livre?

Se existe um vício bom, certamente é a endorfina. Você começa experimentando aos pouquinhos e, quando menos espera, fica totalmente dependente! Isso explica o número crescente de pessoas adeptas a um estilo de vida saudável.

Se você já faz parte desse time, parabéns! Se ainda não faz, permita-se ter momentos de prazer e sinta o quanto é satisfatório competir e ganhar de si mesmo. Conheça 6 benefícios de praticar atividades físicas ao ar livre:

1. Detox mental

Em meio aos compromissos e responsabilidades do dia a dia, chega uma hora que nosso instinto animal pede passagem. Sem celular, sem carro, sem tecnologias. Só a máquina humana e a natureza!

Para recarregar a energia mental, é preciso gastar a energia física, mandando todo o estresse embora junto do suor. É por isso que a prática de atividades físicas tem relação direta com a melhora da produtividade no trabalho e no rendimento escolar.

Ao se conectar com a natureza e se distanciar, mesmo que apenas por alguns minutos, a mente relaxa e, consequentemente, a capacidade de concentração, o foco e a criatividade aumentam. Acredite, até as noites de sono melhoram.

2. Alívio das tensões

Sabe o que faz os imóveis com vistas privilegiadas serem tão disputados no mercado imobiliário? O simples fato de que apreciá-las nos ajuda a relaxar.

Quando estamos em meio à natureza, cercados de belezas naturais por todos os lados, nos exercitando e liberando endorfina, esse efeito é potencializado. Por isso causa tanto alívio nas tensões!

Ainda que os benefícios para a saúde necessitem de mais tempo para começar a surtir efeito (segundo a Organização Mundial da Saúde, são necessários 30 minutos diários de atividades físicas), a melhora no humor ao se exercitar em áreas verdes é, praticamente, imediata!

Para quem mora em um lar com paisagismo caprichado, próximo a uma zona de mata, também vale a pena malhar na piscina. A água minimiza o efeito da gravidade e traz uma série de benefícios para os movimentos, reduzindo o impacto nas juntas.

3. Motivação extra

Conforme seu cérebro se acostuma a receber os benefícios da prática de atividades físicas ao ar livre, o esquema de compensação se torna poderoso estimulante para incentivá-lo a se mexer, mesmo em momentos de canseira ou preguiça.

Por ser mais motivadora, a interação com a natureza faz com que você não falte aos treinos e, uma vez em andamento, não percebe a hora passar, dedicando mais tempo aos exercícios do que se estivesse em local fechado.

E tem mais: fatores ambientais, como a resistência ao vento, o frio intenso e as imperfeições ao longo do terreno, intensificam o grau de dificuldade das atividades. Com mais esforço, os resultados para a saúde e a boa forma também são melhores.

4. Não custa nada

A prática de atividades físicas ao ar livre é democrática: pode custar absolutamente nada, como uma corrida na praia, ou demandar um alto investimento, como a compra de equipamentos necessários no caso de esportes de alto rendimento.

Sendo assim, além dos benefícios de poder variar as modalidades e não cair na rotina (por meio de uma simples mudança no trajeto, por exemplo), a regularidade dos exercícios não fica vinculada às questões financeiras. Nada o impede de praticá-los.

Em períodos de contenção no orçamento doméstico, pode-se treinar em um parque perto de casa, sem gastar com a mensalidade nem com o transporte para ir ao clube ou à academia. A economia de tempo perdido no trânsito, aliás, é outro benefício.

5. Repõe a Vitamina D

Ao praticar atividades físicas ao ar livre, corre-se atrás do prejuízo nos níveis de Vitamina D — hormônio responsável por regular uma série de funções do organismo.

Segundo consenso da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), a hipovitaminose D (fator de risco para a osteoporose e outras doenças) pode ser combatida com banhos de sol diários, bastando de 15 a 20 minutos de exposição.

Além disso, a Vitamina D participa da formação das fibras musculares, o que tem a ver com o melhor aproveitamento do cálcio. Os ganhos são tanto para a massa óssea quanto para a massa muscular.

6. Melhora a vida social

Você começa sozinho, depois conhece alguém e, em pouco tempo, se torna parte de um grupo reunido em torno de um interesse em comum.

É bem verdade que o intuito primário seja obter mais segurança, por conta dos níveis preocupantes de violência no país. Porém, o que surge como conveniência, logo se transforma em verdadeiros laços de amizade.

Dos passeios de bicicleta, por exemplo, nascem boas parcerias. Pense nisso: muitas vezes, o exercício físico revela empatias entre vizinhos de longa data, mas que jamais seriam percebidas em um relacionamento limitado a cumprimentos nos portões.

 

Como escolher uma modalidade de exercício para começar?

A primeira medida é marcar uma consulta com seu médico, inteirá-lo sobre o seu interesse, fazer os exames solicitados e, então, saber se está apto para iniciar as atividades físicas.

Se você já for um atleta amador, veja se precisa adquirir algum item, como tênis, roupas com tecidos tecnológicos (que protegem contra a radiação ultravioleta), cinto de hidratação etc., e se jogue na vida outdoor!

Feito isso, é só escolher as atividades físicas ao ar livre que mais o agrade, começar a praticar e, pouco a pouco, ir se superando. Pode ser uma caminhada na praia dia sim, dia não; um treinamento funcional no parque; uma pedalada na trilha aos fins de semana. O importante é aproveitar!

Se você curtiu este conteúdo, siga nossas redes sociais e encontre muito mais! Estamos no Instagram, Facebook, LinkedIn e Twitter.

Posts relacionados