Descubra como evitar danos em casas próximas à praia

Descubra como evitar danos em casas próximas à praia

Quem opta pelas cidades litorâneas para viver conhece bem todos os prazeres envolvidos: praticar esportes próximo (ou dentro) da água, a deliciosa brisa, o visual inigualável produzido pela natureza. Porém, esse estilo de vida também traz consigo um cuidado extra com o lar. A maresia pode causar grandes estragos e, por isso, é preciso aprender a evitar danos em casas próximas à praia.

Quer saber como se prevenir e preparar seu imóvel para lidar com a névoa úmida do vento marinho? Continue a leitura e descubra!

Os cuidados para evitar danos em casas próximas à praia

É um verdadeiro privilégio poder viver perto do mar e ser embalado pelo delicioso som das ondas. Quem opta por ter um imóvel no litoral costuma privilegiar a qualidade de vida e o tempo passado no lar.

Exatamente por isso que as construtoras voltadas para o mercado de luxo têm se esforçado para criar condomínios fechados deslumbrantes, com estrutura perfeita, segurança impecável e grandes lotes. Dessa forma, cada pessoa pode se planejar para investir e criar a casa com que sempre sonhou, abandonando o aperto e a falta de privacidade dos apartamentos e conquistando a tranquilidade em seu dia a dia.

Como já dissemos logo na abertura desse post, a vida à beira-mar também requer atenção dos proprietários. A maresia é o grande inimigo. Para quem não conhece, ela é uma espécie de spray de água do mar, formado a cada vez que uma onda arrebenta na praia. E o oceano, como sabemos, é composto por diversos ingredientes além do H2O. Cada gotinha contém sais que fazem com que a corrosão seja muito mais rápida, bem como partículas de sujeira que aderem às superfícies, ficando grudadas.

Além disso, a maior umidade do ar também pode proporcionar o desenvolvimento do mofo. Ou seja: é preciso proteger para garantir a saúde e a longevidade da casa e de seus moradores.

 

A importância da manutenção programada

Só que em vez de pensar que isso pode ser um enorme obstáculo, na verdade a resposta para ultrapassá-lo é mais simples do que você possa imaginar: planejamento para evitar danos em casas próximas à praia.

Como? A programação da manutenção do lar é a solução! Ela não serve apenas para evitar os estragos da maresia. Ela é uma ferramenta para cuidar do seu investimento e garantir que ele dure por muitos anos.

Manutenção programada significa criar um calendário anual e marcar o que deve ser feito de acordo com a necessidade de cada material ou espaço, dividindo-a pelos meses.

Por exemplo: se as janelas ficam facilmente embaçadas, você pode incluir uma lavagem mensal de vidros e esquadrias na faxina. A limpeza deve ser constante e obedecer às necessidades de cada material. Geralmente, um pano levemente úmido e sabão neutro são os mais indicados para objetos e móveis, mas vale consultar para não estragar a peça em vez de limpá-la.

Na hora de construir e montar a sua casa, pegue as dicas com a equipe envolvida. Arquiteto, engenheiro e empreiteiro podem ajudar a escolher os materiais e design mais apropriados às casas perto do mar. Os decoradores — ou funcionários das lojas de móveis — também costumam saber o que privilegiar (e o que evitar) na escolha dos itens.

Pegue inspirações também nos clássicos, como as moradias nos Hamptons (EUA), para aliar beleza e funcionalidade no lar.

Algumas dicas para construir e manter a casa sempre perfeita

Não poderíamos apresentar um artigo sobre cuidados para evitar danos em casas próximas à praia sem oferecer dicas preciosas. São quatro cuidados que você deve ter na hora de construir, reformar e decorar o seu lar, deixando a corrosão e o mofo da maresia longe do imóvel:

1. Escolha acabamentos adequados

Portas, janelas, piso, metais: tudo precisa ser estudado antes da compra. Existem acabamentos que devem ser evitados, como metais cromados, ferro e madeira crua. Isso porque eles sofrem a ação do tempo rapidamente e você corre o risco de perder as peças rapidamente.

Para o chão, por exemplo, prefira o porcelanato com acabamento fosco e proteção extra contra riscos e manchas. Os modelos bege e com padrão manchado ajudam a disfarçar a maresia e a areia.

Já no que diz respeito aos metais, dê preferência ao alumínio e ao inox, que tendem a sofrer menos os efeitos da maresia. Uma outra opção é o uso do PVC e do plástico quando possível (boa opção para esquadrias e janelas), trocando apenas as borrachas de vedação e lubrificando as articulações.

Os eletrodomésticos e eletrônicos requerem cuidado especial. Além da corrosão, a umidade também pode provocar danos nos componentes internos. Opte por desumidificadores (existem versões elétricas e manuais) para deixar o ar mais seco, além dos cuidados especificados pelos fabricantes.

2. Utilize tintas com proteção

Hoje em dia, algumas marcas já oferecem versões de tinta com protetores específicos para evitar danos em casas próximas à praia, principalmente para a parte de fora (que sofre diretamente os efeitos).

Contudo, nem sempre é possível encontrá-las e é necessário saber o que procurar no produto para proteger o lar. Escolha tintas látex emborrachadas, específicas para uso na área externa, que duram cerca de cinco anos.

Já nos ambientes internos você pode usar as acrílicas com acabamento semibrilho. Outra possibilidade é o tecnocimento, um revestimento à base de cimento especial, limestone, mármore e quartzo. Ele vem em várias opções de cores e atende a projetos rústicos e modernos.

3. Use impermeabilizante no telhado

Seja o telhado aparente ou platibanda, é preciso saber o que escolher e como cuidar das telhas. No caso dos telhados aparentes em cerâmica, é preciso usar um impermeabilizante que diminua os efeitos da maresia, para que o material não acabe ressecando e esfarelando (o que pode causar vazamentos). Outra opção são as telhas em concreto ou em estilo shingle — sobrepostas, com uma camada de verniz acrílico especial que evita o acúmulo de sujeira e danos.

Já quem quer uma casa sem telhado aparente pode fazer uma laje impermeabilizada ou telhas de fibrocimento sem amianto.

4. Aplique verniz nas peças em madeira

A madeira é um material clássico, que combina com a maioria dos estilos, do rústico ao contemporâneo. A possibilidade de usar peças certificadas — ou de demolição — oferece uma boa opção para quem deseja apostar na sustentabilidade da construção.

Porém, é preciso cuidar para garantir a durabilidade. Além do uso de verniz marítimo nas peças maiores, não deixe de passar cera ou lustra móveis (consulte o fabricante). As peças precisam passar por tratamento especial, impedindo o desenvolvimento de pragas como o cupim e criando uma película de proteção.

Esperamos que nossas dicas possam ajudar você a construir e manter seu imóvel sempre lindo, aproveitando os benefícios da vida à beira-mar e aprendendo a evitar danos em casas próximas à praia. O melhor de cada mundo para ser feliz!

Que tal aproveitar o tempo no blog e planejar a montagem de uma linda horta em casa? Confira aqui os três passos para plantar e colher seus alimentos!

Posts relacionados