Casa e Construção

Como investir em imóvel com pouco dinheiro? Veja 7 dicas!

Silmara Coutinho
Escrito por Silmara Coutinho em 06/01/2022
Como investir em imóvel com pouco dinheiro? Veja 7 dicas!
Junte-se a mais de 10.542 pessoas

Receba os melhores conteúdos para quem quer construir a casa dos sonhos.

O mercado imobiliário é sempre uma alternativa valorizada e bastante experimentada no Brasil, sobretudo em tempos como os de hoje, nos quais as pessoas estão em busca de realização pessoal e um pouco mais de tranquilidade. Por isso, saber como investir em imóvel com pouco dinheiro pode ser muito importante.

Ao contrário do que muita gente pensa, é possível se tornar o dono de uma propriedade, mesmo que você não esteja no melhor momento da sua realidade financeira ou não esteja com muito orçamento livre no final do mês. Continue lendo esse conteúdo e descubra o passo a passo para fazer isso!

1. Elimine as suas maiores dívidas

O primeiro passo para você que quer investir em imóvel com pouca verba consiste em eliminar as suas dívidas, sobretudo aquelas de maior volume. Essa é uma ação imprescindível, uma vez que a aquisição de uma propriedade é um investimento tão inteligente quanto robusto, demandando um bom equilíbrio financeiro.

Várias pessoas acabam perdendo muito dinheiro quitando juros e prestações de empréstimos antigos ou até mesmo de contas que não conseguiram pagar. Coloque tudo no papel, veja se você pode levantar alguma quantia vendendo algo ou com algum familiar, mas não deixe seu capital escoar pelo ralo com débitos do passado.

2. Verifique quanto dinheiro você tem

Não é nenhuma novidade que o mercado imobiliário é muito valorizado no Brasil e que as propriedades à venda, sobretudo nos grandes centros urbanos, tendem a ter preços consideráveis. Sendo assim, antes de fazer esse bom investimento, é muito importante que você verifique, de fato, quanto dinheiro você tem.

Para conquistar a segurança e a tranquilidade de ser dono do seu imóvel, faça as contas. Anote o que você e seu cônjuge ganham e, depois de chegar ao total, exclua, sobretudo, aquilo que você paga fixamente, como escola das crianças, aluguel, prestação do carro, plano de saúde, etc. O que sobrar é o seu orçamento real.

3. Elabore um fundo de reserva

Depois de as suas maiores dívidas e de verificar quanto dinheiro você tem de fato, é possível passar para a etapa seguinte, que consiste em elaborar um fundo de reserva. Isso nada mais é do que uma pequena poupança ou economia, na qual você deverá buscar por ter uma quantia mais alta, para usar de entrada ou ter tranquilidade nas parcelas.

Nos financiamentos tradicionais, é costume entrar com cerca de 30% do preço total, mas existem muitas variantes para esse percentual. Até mesmo os bancos e instituições financeiras fornecem algumas opções, mas uma das melhores possibilidades é comprar direto com a construtora, sejam unidades prontas ou na obra.

4. Aposte em uma carta de consórcio

Os consórcios são uma modalidade de compra muito famosa no Brasil, que caiu no gosto de pessoas de todas as classes sociais. Como você já deve saber, o conceito se baseia na associação de diversos indivíduos, com o objetivo de adquirir um bem em comum, como carros, motos, barcos, viagens, entre muitos outros.

Dessa maneira, você já deve ter suposto que um consórcio imobiliário é aquele feito por quem deseja adquirir propriedades. É uma escolha certeira para quem tem esse desejo, mas pode ser dar ao luxo de esperar um pouco para fechar o negócio, visto que há a dependência de ser contemplado no sorteio ou de dar um bom lance.

5. Veja a possibilidade do MCMV

O Minha Casa Minha Vida foi um lançamento do Governo Federal lançado no ano de 2009, com o intuito de facilitar o financiamento e o acesso de uma faixa grande da população à casa própria. Pensando nisso, muitas construtoras e incorporadoras adaptaram seus projetos, de forma que eles ficassem dentro das faixas do programa.

O subsídio completo, via de regra, é viável para famílias com renda até 1,8 mil Reais, mas existem condições para ajudar quem tem renda de até de 9 mil. No ano vigente, a atual gestão lançou o Casa Verde e Amarela, que é uma espécie de reformulação do MCMV, que também pode ser uma opção para quem deseja um imóvel próprio.

6. Opte por um financiamento direto

Como dissemos acima, as condições de financiamento variam e até mesmo o valor de entrada pode ser diferente de instituição para instituição. No entanto, se houvesse uma alternativa mais flexível e dinâmica para quem deseja financiar um imóvel, isso facilitaria muito as coisas, não é mesmo? Pois é justamente isso que as construtoras oferecem.

Ao negociar diretamente com a empresa responsável pelo projeto, você ganhar diversos benefícios, visto que, logicamente, haverá total interesse na adesão por parte dos novos potenciais compradores. Com uma análise de cadastro simples, você pode ser agraciado com parcelas mais baixas, entradas menores ou condições facilitadas.

7. Considere a aquisição de um terreno

Por fim, você não pode deixar de considerar a aquisição de um tipo de unidade diferente, mas com um ótimo potencial: os lotes e terrenos! Via de regra, eles não são vistos com bons olhos por compradores menos experientes no setor imobiliário, mas o fato é que possuem valor menos de compra e podem ser incríveis e eficazes na geração de riqueza.

É muito comum vermos histórias de quem investiu nessa opção e, poucos anos depois, lucrou muito dinheiro com uma ou mais vendas. Da mesma maneira, você pode adquirir o espaço que deseja e, de acordo com as suas possibilidades ir construindo ou, de quebra, pagar muito mais barato por um imóvel na planta, aguardando apenas o final da obra.

Ao seguir as etapas que enumeramos acima, você estará a um passo de realizar o sonho do imóvel próprio, trazendo mais tranquilidade para o seu dia a dia e mais segurança para os seus filhos. Investir em imóvel com pouco dinheiro, portanto, é um projeto possível, que só depende das suas escolhas!

Gostou de aprender essas dicas de como investir em imóvel com pouco dinheiro? Quer contar com o know-how e a ajuda especializada de uma empresa que tem muitos anos de experiência no mercado imobiliário? Então entre em contato conosco e conheça nossos projetos!