telhado-aparente-ou-platibanda-entenda-a-diferenca

Telhado aparente ou platibanda? Entenda a diferença

Construir uma casa é um processo cheio de decisões, que podem ser, ao mesmo tempo, deliciosas e difíceis. Afinal, depois de tomadas, pode ser muito complicado, oneroso e até impossível de voltar atrás. Um exemplo desse tipo de decisão é a escolha de ter uma casa com telhado aparente ou platibanda.

Essa opção tem implicações práticas e estéticas, por isso o cuidado na decisão deve ser redobrado. Veja o que precisa ser levado em consideração na hora de escolher o seu modelo de telhado!

Motivos para optar pelo telhado aparente

O telhado aparente é o formato mais tradicional de construção no Brasil, presente na maioria das casas. Simples e funcional, ele é caracterizado por ficar completamente visível e ter os beirais projetados para fora.

telhado-aparente-ou-platibanda-entenda-a-diferenca

Os acabamentos variam muito, desde as tradicionais telhas de barro avermelhadas, até modelos mais recentes que usam telhas de cerâmica ou de concreto sobre uma base de madeira.

Uma vantagem indiscutível dos telhados aparentes é o seu baixo custo em relação às outras opções. Isso, no entanto, não significa que o resultado precise ser visualmente mais simplório do que outros modelos de telhado.

Dependendo do projeto, o telhado pode ter até quatro subdivisões, chamadas de “águas”, com combinações que podem ter resultados estéticos muito interessantes.

E quais são as desvantagens?

Mas, claro, nem tudo são flores. Um modelo mais barato e tradicional certamente tem suas limitações, e com os telhados aparentes não é diferente. Para começar, o maior motivo de queixa: o tempo para sua construção é maior do que para outros modelos.

Outra dificuldade é que os acabamentos mais bonitos para esse tipo de cobertura costumam demandar muita madeira, o que implica aumento do preço final e praticamente elimina o quesito custo-benefício, uma das principais motivações de quem opta por telhado aparente.

Um problema grande que também precisa ser monitorado para quem opta por telhados aparentes é a existência de goteiras. Para evitar essa dor de cabeça, é preciso fazer inspeções periódicas para identificar e trocar telhas quebradas.

Outra precaução é a utilização de calhas ao redor do telhado para evitar que a água da chuva escorra para as paredes, causando infiltrações e a ocorrência de mofo.

Motivos para optar pelo telhado platibanda

O modelo com platibanda, ou telhado embutido, é caracterizado pela presença de um muro, ou parede, que “esconde” a cobertura da casa, lembrando um pouco como é feito em edifícios. Esse tipo de telhado, mais atual e demandado em novos projetos, é feito com placas pré-moldadas de concreto, totalmente impermeabilizadas.

telhado-aparente-ou-platibanda-entenda-a-diferenca

Existe uma variedade de modelos de telhas, calhas e pingadeiras que podem ser usados em telhados platibanda, mas um dos formatos mais populares é o que utiliza “telhas sanduíche”, feitas com duas camadas de aço inoxidável e uma camada de isopor no meio.

Esse arranjo evita as trocas de temperatura com o ambiente, aumentando o conforto térmico, além de garantir o isolamento acústico da casa.

A variedade de formatos é mesmo um grande trunfo dos telhados embutidos, permitindo com que eles se ajustem aos mais variados orçamentos.

Há, por exemplo, a possibilidade de optar por um modelo mais simples e barato, escolhendo telhas de fibrocimento. Outro fator que alivia o custo é o uso reduzido de madeira.

O menor tempo de construção e facilidade na manutenção também são bons argumentos em favor das platibandas, que, inclusive por isso, hoje são as prediletas pelos arquitetos e dominam a maior parte dos projetos mais recentes.

Desvantagens para levar em conta

Existem alguns pontos de atenção quando se opta por telhados embutidos. Há, por exemplo, fatores que podem encarecer o preço final, como o uso e a quantidade de calhas e a construção da platibanda propriamente dita, que tem a função de esconder o telhado e pode ter altura, largura e desenho variáveis.

Vale a pena lembrar também que telhados platibanda normalmente ficam mais baixos, o que impede o acesso ao seu interior para a realização de manutenção elétrica, por exemplo. Nesse caso, a instalação precisa ficar externa, mantida em calhas e armários previstos no projeto.

Quando se usa telhas de fibrocimento, a casa fica exposta ao aquecimento excessivo, pois o calor passa rapidamente da telha para a laje, e dela para dentro da casa. Para evitar esse tipo de problema, o ideal é a instalação de uma manta térmica, por baixo das telhas, que interrompe o circuito de transmissão do calor.


Escolher telhado aparente ou platibanda?

Agora que você já sabe o que são e quais as principais diferenças entre os dois telhados, fica mais fácil de fazer a opção entre os dois modelos, certo? O primeiro fator a ser levado em conta, claro, é o seu gosto, isto é, avaliar qual o tipo de telhado que se adapta melhor aos seus critérios estéticos e à maneira como visualiza o projeto.

De maneira geral, os telhados embutidos são mais valorizados, modernos, levam menos tempo para construir e custam menos. Mas não se pode esquecer de que eles também tendem a ser mais quentes e a ter suas paredes manchadas com mais facilidade devido ao acúmulo de sujeira proporcionado pela ausência do beiral.

Em regiões com maior arborização, é preciso ter um cuidado redobrado com o telhado embutido, pois as folhas que caem das árvores podem danificar as calhas de água e provocar um grande prejuízo, inclusive colocando em risco os equipamentos elétricos e eletrônicos da casa.

Se houver placas de isopor, mais leves e menos duráveis, a prevenção de curtos-circuitos deve ser ainda maior, pois se trata de um material inflamável.

Os pontos a serem levados em consideração nas casas de telhado aparente são mais conhecidos e se resumem, principalmente, às dificuldades com as telhas, que são frágeis e quebram facilmente, e com a grande variação de calor no interior da casa.

E então, já está pronto para fazer a sua escolha? Vai ser telhado aparente ou platibanda? Tomada a decisão, vamos passar para outro ponto essencial do seu projeto: a contratação da mão de obra. Confira a postagem que fizemos sobre esse tema!

Posts relacionados