setor imobiliário no Brasil

6 principais tendências do setor imobiliário no Brasil para 2019

A tecnologia vem se fazendo cada vez mais presente na rotina de pessoas em todo o planeta, mudando a maneira como lidamos até mesmo com os objetos mais comuns de nosso dia a dia. Diante dessa realidade, conhecer quais são as principais tendências do setor imobiliário no Brasil para 2019 pode ser bastante surpreendente.

Em função da recuperação que a economia vem demonstrando e até mesmo por conta da própria evolução natural que a ciência vai tendo com o passar do tempo, as novidades não devem ser poucas. Quer conhecer melhor algumas delas? Então não deixe de conferir a seguir 6 principais tendências do setor imobiliário no Brasil para 2019.

 

1. Aumento da automação residencial

Uma das principais tendências do setor imobiliário no Brasil para 2019 é o aumento do uso de automação residencial. Mesmo que você não saiba ao certo o que é isso, certamente você já ouviu falar sobre esse conceito utiliza objetos e aparelhos que têm essa tecnologia já integrada em suas funcionalidades.

Além disso, as construtoras, incorporadoras e até as imobiliárias estão investindo nesse tipo de diferencial em seus imóveis e novos condomínios, com a intenção de atrair mais clientes em função da união de modernidade e sustentabilidade. A ideia é que uma casa inteligente, por exemplo, terá cada vez mais adeptos e interessados.

Trata-se da integração dos mecanismos eletrônicos com o espaço da propriedade, simplificando o cotidiano dos moradores e satisfazendo melhor as suas necessidades de comunicação, conforto e segurança. A automação residencial pode ser usada nos eletrodomésticos, na iluminação, na climatização e na segurança.

É possível interligar esses elementos com ferramentas intuitivas e fáceis de usar, que têm um design inteligente e respeitam o meio ambiente, por meio do uso eficiente de energia. Um exemplo bem atual são os sensores de movimento, que acendem as lâmpadas apenas quando alguém passa, reduzindo assim o consumo de eletricidade.

2. Facilidade na liberação de crédito

Se o aumento do uso da automação residencial é uma das boas tendências do setor imobiliário no Brasil para 2019 quando pensamos nos imóveis propriamente ditos, a maior facilidade na liberação de crédito é outra realidade que tem grandes probabilidades de ocorrer, sobretudo quando pensamos no segmento como um todo.

A taxa Selic (sigla para Sistema Especial de Liquidação e de Custódia) que já se encontra em patamares baixos, deve permanecer estável até o ano que vem, o que abre excelentes condições para a liberação do crédito imobiliário por parte dos bancos e instituições financeiras. Isso produz um círculo virtuoso de investimento, que tende a trazer ainda mais recursos para a população brasileira.

3. Aplicação da realidade virtual

Você pode até achar que isso soa um pouco como ficção cientifica, mas o fato é que muitas das grandes construtoras, incorporadoras e até mesmo das imobiliárias já estão usando a realidade virtual como uma maneira de atrair mais clientes com os seus produtos, especialmente para os imóveis que ainda estão na fase de obras.

Essa prática apresenta muitas vantagens, tanto para as empresas em si quanto para os compradores em potencial. Isso acontece porque existem programas que têm a capacidade de recriar virtualmente as unidades, fazendo com que a pessoa possa se inserir em cômodos que ainda nem existem, com a ajuda de óculos 3D.

É possível, por exemplo, alterar a decoração ou a planta baixa, de acordo com as preferências do usuário ou as possibilidades da arquitetura do projeto. É uma forma de não precisar marcar inúmeras visitas e de fazer um atendimento mais eficiente e rápido, visto que não é necessário ficar esclarecendo cada detalhe, pois eles serão vistos. 

4. Sustentabilidade nos empreendimentos

Não é novidade para ninguém que os imóveis estão, cada vez mais, em consonância com as melhores práticas de sustentabilidade disponíveis no mercado. As pessoas estão preocupadas com o impacto que produzem no meio ambiente e isso tende a se refletir na construção civil, que é um segmento com alto potencial poluente e destrutivo.

Com isso, há uma forte disposição para o aumento no uso de energia oriunda de fontes limpas, com a instalação de mais placas solares, por exemplo. A parte hidráulica também faz parte dessa tendência, com o reuso de água e o aproveitamento da chuva. O mesmo vale para materiais recicláveis, como madeira de demolição e concreto reaproveitado.

 

5. Ampliação das plataformas imobiliárias

As plataformas imobiliárias estão apresentando um forte crescimento no último ano e essa ainda é uma das tendências para o mercado imobiliário brasileiro em 2019. Elas se valem da larga utilização da internet em todo o planeta, que faz com que as pessoas não deixem de consultar a rede antes de tomar qualquer decisão de compra.

Esses sites não param de se desenvolver e prometem proporcionar uma experiência ainda mais completa para os usuários. Além das tradicionais fotografias das propriedades e das informações de cômodos, metragem e diferenciais, já é possível assistir vídeos e até fazer virtualmente um tour de 360 graus na casa ou no apartamento.

6. Maior utilização de drones

Os drones estão cada vez mais populares em nosso dia a dia e passaram a fazer parte da nossa paisagem. Em muitos países, eles estão entre as principais tendências do setor imobiliário no Brasil para 2019, uma vez que são fáceis de controlar e contam com sistemas de câmera que podem ser conectadas pela internet.

Com isso, eles ajudam a captar imagens impressionantes, que podem ser desde os processos de construção até a visualização do apartamento decorado de um empreendimento residencial. Dessa maneira, os clientes podem acompanhar a evolução da obra do prédio no qual compraram um apartamento, por exemplo. 

Como você pôde ver, são muitas as principais tendências do setor imobiliário no Brasil para 2019 e cada uma delas pode fazer com que o cliente tenha mais comodidade e possa experimentar mais benefícios, tanto no momento da compra quanto na própria experiencia de residir em uma unidade mais moderna.

Você também está pensando em investir ou ainda ficou com alguma dúvida? Então deixe o seu comentário aqui no blog!