segurança em condomínio

5 aspectos de segurança em condomínio que você precisa avaliar

Você sabia que a segurança em condomínio é considerada um dos principais motivos que levam as pessoas a escolherem esse tipo de residência? No entanto, com o crescimento da violência nos centros urbanos, esse quesito é algo que deve ser analisado com cuidado e muita pesquisa. 

Diante de tal realidade, ao procurar por um lote ou uma casa em condomínio, é essencial que você tenha conhecimento dos protocolos de segurança e da estrutura oferecida. Assim, é possível diminuir os riscos de sofrer algum aborrecimento futuro. 

Pensando nisso, elaboramos este post, para que você entenda 5 aspectos de segurança essenciais que devem ser analisados ao fazer esse tipo de investimento. Boa leitura!

simulador thai

1. Facilidade de acesso ao condomínio

Um problema constantemente verificado na segurança em condomínio é a facilidade de acesso. Geralmente, esse item consiste em 3 setores: entrada principal, garagem e fundos. É importante ressaltar que o último deve ser continuamente monitorado, de preferência, com câmeras de segurança, pois tende a ser mais visado por pessoas má intencionadas. 

Em relação à entrada principal e à garagem, é importante saber que devem ser abertas apenas por moradores por meio de dispositivos, como senhas pessoais, controles, tags ou identificação biométrica. Hoje, existem tecnologias interessantes para portões que são os aparelhos codificados, que impedem cópias e clonagens. Vale ressaltar que a maioria das invasões a condomínios acontece justamente pelos portões. 

No caso da visita de eventuais prestadores de serviços, como instaladores, fiscalizadores, entregadores e outros profissionais, esse controle de entrada e saída deve seguir o mesmo padrão, exigindo a identificação e confirmando se os moradores ou funcionários estão aguardando pela sua chegada. 

A identificação torna-se uma garantia sobre a idoneidade daquele profissional, seja um técnico, seja um policial, seja um médico, por exemplo. Dessa maneira, é essencial que o controle de acesso ao condomínio seja feito por profissionais extremamente capacitados, que façam esse procedimento com a discrição necessária para que não haja constrangimentos e para que assegurem a segurança dos moradores. 

2. Equipamentos de segurança e vigilância

Nos dias de hoje, já é possível utilizar a tecnologia como aliada da segurança. Existem diversos dispositivos de segurança eletrônica que visam a contribuir para as atividades dos profissionais do condomínio. 

Nesse sentido, entre os bons investimentos que o local pode oferecer, podemos citar sistemas de alarme integrados a uma central de atendimento, câmeras 24 horas, mecanismos automáticos que barram o acesso de pessoas (como aqueles que acusam a presença de objetos metálicos, além dos que detectam a presença de estranhos em determinados espaços e os que travam a passagem depois de certo período), diferentes tipos de sensores, entre outros. 

Entender se aquele condomínio investe em tecnologia é necessário pois favorece a reputação de segurança do local. Ter a certeza de que você vai morar em um espaço que tem essa preocupação para aumentar o seu conforto e comodidade é essencial, pois esses itens funcionam como um combate à violência e ao elevado índice de assaltos. 

3. Capacitação dos profissionais da portaria e espaço 

Os profissionais contratados pelo próprio condomínio ou por uma empresa terceirizada devem estar capacitados para atuar em qualquer situação, inclusive na entrada de pessoas não autorizadas. 

Independentemente das circunstâncias, é essencial ter constantes treinamentos conforme a legislação. Além disso, é necessário avaliar o espaço onde ficam esses profissionais. A guarita é considerada um fator fundamental para o processo de segurança do condomínio. Ela deve estar em local estratégico, muito bem posicionada para o melhor trabalho do funcionário. 

Ela corresponde a uma torre de vigilância — dessa forma, deve estar visível do lado de fora do condomínio, permitindo que o porteiro e/ou segurança que ocupe tenha uma visão ampla do seu redor. 

Com o objetivo de garantir a eficiência e o rigor necessários, esse espaço deve ser uma passagem obrigatória do meio externo para o interno, para que o profissional que esteja em exercício dê acesso ou impeça a entrada. 

Por motivos óbvios, certifique-se de que aquele local nunca esteja vazio. O mais indicado em termos de segurança é que o funcionário esteja acompanhado de outros profissionais especializados em segurança, evitando, assim, a incidência de assaltos devido à aparente vulnerabilidade do local.

Condomínios que contam com profissionais capacitados e guaritas de segurança tendem a inibir a ação de criminosos e pessoas má intencionadas, pois se transmite a impressão de que o espaço está devidamente protegido. 

4. Procedimentos emergenciais

Mesmo com toda a segurança oferecida pelos condomínios, casos de emergência podem acontecer. Sendo assim, é conveniente averiguar se o local conta com telefones úteis perto dos profissionais ou senhas que aceleram a comunicação entre funcionários (como porteiros e vigilantes) e os moradores. 

Dessa forma, caso um condômino, por exemplo, sofra alguma tentativa de assalto em seu carro, é possível contatar a segurança por meio de uma senha específica, pedindo auxílio. Se ocorrer algum problema dentro de alguma casa, o morador pode, ainda, ter meios ao alcance para solicitar ajuda. 

5. Manutenção preventiva dos equipamentos

A manutenção preventiva dos equipamentos de segurança é uma maneira de evitar o aparecimento de possíveis falhas nos aparelhos. Ela se fundamenta na Curva de Tempo Médio para Falha, conhecida como CTMF, consistindo em uma metodologia de limpezas, lubrificações, ajustes, inspeção, reparo e troca de peças. 

Esse tipo de manutenção, além de procurar e evitar defeitos, contribuindo para aumentar a vida útil dos equipamentos, permite uma maior segurança do condomínio, pois haverá uma certeza maior de que aqueles itens funcionarão corretamente em determinadas situações. 

Como você pôde perceber ao ler este conteúdo, a segurança em condomínio é algo essencial a ser avaliada ao fazer esse tipo de investimento. Dessa forma, é necessário entender claramente os aspectos apresentados, para que você possa usufruir de uma casa com a comodidade, o bem-estar e a qualidade de vida que tanto deseja para a sua família!

Caso tenha se interessado por esse assunto, entre em contato conosco! A Laredo Urbanizadora é um empreendimento de condomínios fechados que desenvolve comunidades sustentáveis inovadoras, planejadas e com alto padrão de qualidade. Além disso, a segurança está em primeiro lugar: nossos projetos contam com todos os equipamentos e soluções necessários para garantir o seu conforto.

Posts relacionados