Condomínio Horizontais

8 sinais que provam que está na hora de comprar sua casa própria

Silmara Coutinho
Escrito por Silmara Coutinho em 07/07/2021
8 sinais que provam que está na hora de comprar sua casa própria
Junte-se a mais de 10.542 pessoas

Receba os melhores conteúdos para quem quer construir a casa dos sonhos.

O investimento no setor imobiliário é um objetivo comum para grande parte dos brasileiros, principalmente se considerarmos que esse é um segmento valorizado e que oferece inúmeros benefícios. Por isso, saber interpretar os sinais que provam que está na hora de comprar sua casa própria pode ser muito importante.

Chega um momento na vida em que queremos mais independência e, por isso mesmo, é crucial ter inteligência e percepção para entender que esse pode ser o momento ideal para comprar um imóvel para viver nos próximos anos ou décadas. Continue lendo o post e descubra como fazer isso!

1. Atingir estabilidade financeira/profissional

Um dos grandes sinais de que está na hora de comprar a casa própria ocorre quando a pessoa sente que atingiu um bom patamar de estabilidade financeira e profissional. Essa é uma conjuntura que oferece mais segurança no orçamento e abre a possibilidade de pensar em voos maiores, como a construção de patrimônio. 

Os imóveis são bens duráveis e podem trazer mais tranquilidade não só para a sua vida, mas até mesmo para as futuras gerações, como a do seus filhos. Por ser um segmento muito valorizado, até mesmo no caso de vocês, eventualmente, precisarem vender um dia, haverá compradores e o dinheiro virá com boa liquidez.

2. Receber renda extra ou benefícios

Da mesma maneira que atingir a estabilidade financeira ou conquistar um bom posto profissional podem ser alguns dos muitos sinais de que está na hora de comprar sua casa própria, receber uma renda extra ou contar com benefícios valiosos também são eventos que devem contribuir para que você aposte nesse tipo de aquisição.

Por incrível que pareça, muitos profissionais não checam, por exemplo, o saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Lembre-se de que o seu empregador deposita, todos os meses, um montante nessa conta e que ele pode ser usado para adquirir um imóvel. O mesmo vale para outras bonificações e gratificações que possam surgir.

3. Não ter demandas atendidas pelo aluguel

Alugar pode ser uma alternativa mais prática em um primeiro momento para boa parte das pessoas. No entanto, não costuma demorar para que elas percebam que uma unidade de locação, com o passar do tempo, passa a não atender a todas as necessidades. E esse é, justamente, mais um dos sinais de que está na hora de comprar sua casa.

É muito comum surgir a vontade de estilizar os cômodos, abrir paredes ou de dar sua impressão no local em que mora. Quem gosta de ser um anfitrião, por exemplo, pode querer investir nas áreas comuns, enquanto um apaixonado por cães pode querer estender o quintal. E isso só é possível quando você é o dono do lugar.  

4. Conseguir boas condições de negociação

O setor imobiliário é bastante valorizado no nosso país, sobretudo nos grandes centros urbanos. Isso faz com que os preços das propriedades sejam consideravelmente robustos, dada a natureza vantajosa que esse tipo de investimento proporciona. Porém, isso também abre margem para que você possa negociar os preços.

Quem quer vender sabe disso tudo e não pode abrir mão de subterfúgios para atrair compradores em potencial. Se você quiser ainda mais benefícios, cogite a possibilidade de adquirir diretamente com uma urbanizadora. Ela poderá reduzir a burocracia e oferecer diferenciais que você sequer imaginava!

5. Juntar um bom montante para entrada

Como dissemos acima, os preços do mercado imobiliário costumam refletir os benefícios que a aquisição de um imóvel pode trazer para a vida de uma pessoa. Por essa razão, é bastante comum que boa parte dos compradores brasileiros não consiga fazer essa aquisição à vista e parta para a realização de um financiamento.

Isso não é um problema, desde que você consiga boas condições e encaixe as parcelas no seu orçamento mensal. Para isso, uma boa estratégia é juntar um bom montante para dar de entrada. Outra ótima opção, como já falamos, é lidar diretamente com a urbanizadora, que oferece excelentes condições nesse sentido.

6. Morar com os pais ou com a sogra

Tudo bem que é natural que a gente ame nossas famílias e, no mínimo, seja altamente recomendável ter uma boa relação com os pais de nosso cônjuge, não é verdade? No entanto, morar junto é algo bastante complexo e, logicamente, chegamos em uma época da vida em que ter privacidade passa a ser uma prioridade.

Dificilmente você terá a liberdade que teria em sua casa própria morando com sua sogra, por exemplo. Ao adquirir um imóvel, você dita as suas próprias regras, constrói o seu lar e gera uma identidade familiar sua. Isso para não falar das possíveis benfeitorias que você pode fazer, deixando o espaço do jeito que sempre sonhou!

7. Realizar o velho sonho da casa própria

Realizar o velho sonho da casa própria, por si só, já é um tremendo motivo para que você cogite a compra de um imóvel. Essa é uma cultura que costumamos receber de pais para filhos, como um ensinamento tão útil quanto verdadeiro, que mostra que ser dono do próprio espaço é uma conquista valiosa nas nossas vidas. 

Muitos jovens, no entanto, não costumam fazer um bom planejamento financeiro e acabam passando anos ou mesmo décadas pagando aluguel para outra pessoa. Não se desespere: sempre há tempo e, mesmo que você não esteja em uma situação confortável no momento, procure as opções do mercado, como terrenos e unidades na obra.

8. Encontrar uma vizinhança que quer ficar

Por fim, encontrar uma vizinhança ou um condomínio fechado que faça os seus olhos brilharem é outro dos muitos sinais que provam que está na hora de comprar sua casa própria. Essa situação pode ser como um belo indicador de que você achou o “seu lugar no mundo” e o espaço no qual quer aproveitar o seu dia a dia.

Nem sempre é possível ter total apreço pelo lugar em que moramos, mas você não deve fechar os olhos para as possibilidades: procure um bairro em que realmente gostaria de morar ou um projeto que atenda às suas expectativas, como empreendimentos com piscina, áreas de lazer, quadras esportivas e assim por diante.

Como você pôde ver, são muitos os sinais que provam que está na hora de comprar sua casa própria! Preste atenção neles e descubra se não é o momento de fazer esse excelente investimento!

Gostou de nosso conteúdo? Se reconheceu em alguma dessas situações? Então, que tal deixar o seu comentário aqui no blog?