plantas para interiores

Decoração: 5 dicas de plantas para ambientes interiores

As plantas para interiores trazem grandes benefícios para os moradores. Elas têm a capacidade de remover o excesso de CO2 presente no ar, proporcionam uma sensação de bem-estar — o que reduz o nível de estresse —, além de contribuírem para boas noites de sono e serem um importante umidificador natural. No entanto, o que muitas pessoas se questionam é em relação a quais escolher para compor a decoração.

Pensando nisso, elaboramos este post para que você conheça as plantas para interiores mais recomendadas, além de apresentar dicas de como cuidar delas em sua residência. Boa leitura!

Visite o futuro dos seus sonhos! Laredo Urbanizadora

Quais são as plantas para interiores mais indicadas?

A seguir, selecionamos as plantas para interiores ideais para qualquer tipo de imóvel. Assim, é possível analisar quais delas mais combinarão com a sua decoração e farão com que o ambiente fique ainda mais aconchegante. Veja!

1. Orquídeas

As orquídeas são as queridinhas daquelas pessoas apaixonadas por plantas. Afinal, a sua variedade de cores e formatos faz com que elas se adequem a diferentes decorações, trazendo frescor e elegância para a casa. Uma das suas espécies mais conhecidas são as falenópsis, com colorações entre o branco, amarelo, púrpura e rosa, ideais para salas de estar ou de visitas.

Aqui, o indicado é que sejam colocadas em potes de barro, assim elas têm a capacidade de drenar a água com mais facilidade. Caso você tenha que cortar alguma de suas folhas, é preciso esterilizar a tesoura e esperar esfriar para realizar a atividade. Além disso, para garantir que ela esteja saudável, observe as suas folhagens. Se estiverem mais escuras, é porque a planta precisa de mais luminosidade — ou seja, está na hora de trocar o local!

2. Samambaias

As samambaias estão entre as plantas para interiores mais tradicionais, encontradas facilmente em diversas residências. As suas folhas são longas e pendentes e apresentam uma textura admirável.

No entanto, para garantir que essas características estejam vivas e presentes em sua planta, é preciso que a planta esteja instalada de maneira adequada. Para isso, busque por um vaso suspenso e a coloque em um local mais alto. Se o seu quarto ou a própria sala tiverem uma varanda, é o ambiente ideal para que ela seja cultivada da melhor maneira.

Mas se for uma região onde o vento predomina, tenha cuidado pois isso pode facilmente prejudicar as suas folhagens.

3. Suculentas

As suculentas apresentam raízes e talos engrossados, o que permite o armazenamento de água. Para cuidar delas da forma correta, é preciso inicialmente entender qual é a sua espécie. O que pouca gente sabe é que essas plantas para interiores precisam de sol no dia a dia para se manter saudáveis, mas algumas preferem o contato indireto.

Ou seja, não é indicado que elas sejam colocadas em banheiros, mesas de centro de locais com pouca exposição à luz e muito menos em escritórios.

Não sabe em quais situações é necessário colocar água para que elas estejam sempre com uma boa aparência? Basta colocar o dedo na terra. Se ela estiver solta, já é a hora de regar!

4. Bonsais

Os bonsais encantam até mesmo aquelas pessoas que não entendem muito de plantas. Seu nome é de origem japonesa, que significa “plantado em uma bandeja”. São ideais para quem deseja uma planta que seja fácil de cuidar mas que ao mesmo tempo traz mais elegância para o local.

É preciso que constantemente haja uma poda para garantir que o bonsai esteja saudável. O período vai variar entre 3 e 6 meses, de acordo com a espécie. O melhor local também vai depender do seu tipo, mas o indicado é que ele esteja em um cômodo que não apresente muitas variações de temperatura. Da mesma forma que as orquídeas, aspectos escuros da folhagem também são sinais de ausência de luminosidade.

5. Cactos

Mais uma espécie para quem não tem muito tempo mas deseja ter plantas para interiores. Os cactos gostam de estar constantemente em contato com os raios solares e não necessitam de muita água. Uma das principais vantagens que eles apresentam está relacionada à sua adaptação: sempre que percebem que já não têm mais espaço para o crescimento, eles param de se desenvolver.

Acerto na decoração! Clique aqui e baixe o e-book

Como cuidar das plantas para interiores?

Ao longo do conteúdo, abordamos algumas dicas sobre como cuidar especificamente das plantas apresentadas. No entanto, existem regras que são aplicadas para a maioria delas. O indicado, porém, é que entenda sobre a espécie e faça uma pesquisa prévia antes de tomar qualquer atitude em relação a elas, seja sobre o local onde ficará, seja acerca do tipo de vaso em que ela será plantada.

A seguir, confira algumas sugestões!

Regue na hora certa

Algumas plantas para casas e apartamentos exigem um cuidado contínuo em relação ao fato de aguar em determinados períodos de tempo. O ideal é que verifique o aspecto da planta e entenda qual é a sua adaptação. Existem aquelas que precisam de água diariamente, enquanto outras não necessitam dessa preocupação.

Troque de vaso sempre que necessário

As plantas demandam um espaço adequado para que elas possam crescer e se desenvolver sem que estejam comprometidas. Dessa forma, caso observe que o vaso está pequeno para aquela espécie específica, é preciso colocá-la em um recipiente mais espaçoso. É necessário notar também qual é o mais indicado: algumas se adaptam bem aos vasos de plástico, enquanto outras não.

Adube a sua planta

Ao conhecer melhor sobre a espécie de planta que tem em seu apartamento, é possível identificar a quantidade de adubo para que ela esteja saudável. O recomendável é que não seja em excesso e que não demore para trocar a composição. Assim, a durabilidade será mais extensa.

Neste texto, você pôde conhecer algumas dicas de plantas para interiores, assim como sugestões para que elas estejam sempre saudáveis. Além de proporcionar os benefícios apresentados, contar com esses itens na sua decoração traz frescor para o ambiente e elegância para a composição de seus cômodos.

Por falar em plantas, já imaginou cuidar de um jardim vertical em sua casa? Se você não tem ideia de como começar e aplicar essa ideia, continue no blog e boa leitura. Até a próxima!

Posts relacionados