Condomínio Horizontais

6 vantagens de morar em São Cristóvão/Sergipe

Silmara Coutinho
Escrito por Silmara Coutinho em 26/05/2021
6 vantagens de morar em São Cristóvão/Sergipe
Junte-se a mais de 10.542 pessoas

Receba os melhores conteúdos para quem quer construir a casa dos sonhos.

Uma das cidades mais antigas do país, São Cristóvão, em Sergipe, já tem 430 anos de história. A simbologia das raízes brasileiras em seu folclore, a beleza de sua arquitetura e as fachadas bem preservadas dos monumentos e casarões coloniais são algumas das características que encantam a todos que passam por lá. Já imaginou ter o privilégio de morar em um lugar assim?

Pois bem, hoje você vai conhecer os principais benefícios de se morar em um município tão charmoso e cultural como São Cristóvão, que fica apenas a 23 km da capital sergipana. Além da proximidade com o centro histórico de Sergipe, você vai conhecer outras seis vantagens que justificam o investimento em imóveis na região. Confira!

1. Tradição histórica

A cidade de São Cristóvão foi fundada por Cristóvão de Barros no início de 1590. Ao longo desses quase cinco séculos de história, a cidade passou por sucessivas e importantes mudanças. Localizada à margem do rio Paramopama, a região foi palco de muitas lutas por posse de terras durante o século XVII, o que a deixou, praticamente, em ruínas.

Após 1650 que as tropas luso-espanholas expulsaram os invasores e começaram a reconstrução de São Cristóvão, que estava quase toda destruída e com pouquíssimos habitantes nativos. Na ocasião, a população local era formada por indígenas e filhos de portugueses com os poucos nativos que ali residiam.

Somente no século XVIII, a cidade foi reconstruída por comerciantes locais e com o apoio do Governo Geral. Essa reestruturação foi extremamente importante para a emancipação política de Sergipe. Em 1820, Dom João VI, por meio de um Decreto, elevou Sergipe à categoria de Província do Império do Brasil e, com isso, sua capital passou a ser São Cristóvão.

Mas por força dos senhores de engenho, a elite da época, houve a transferência da capital para Aracaju, no final do século XIX. O objetivo foi alterar a capital para uma região portuária a fim de facilitar a exportação de açúcar, que alavancava a economia de todo o nordeste brasileiro.

Por conseguinte, São Cristóvão passou por um processo de despovoamento e experimentou um período de grave crise,. No entanto, com a movimentação de fábricas de tecido e a construção da ferrovia que escoava o açúcar e os produtos manufaturados, a cidade se reergueu.

Mas a maior transformação na infraestrutura veio dos investimentos regionais e do Governo Federal, como a construção da Universidade Federal de Sergipe em 1963. O município foi, aos poucos, se tornando destaque na região e, hoje, é considerado uma localidade de grande interesse mobiliário devido à qualidade de vida que proporciona aos seus habitantes. São Cristóvão, em Sergipe, possui um índice de Desenvolvimento Humano (IDH) em torno de 0,662, um dos maiores entre os municípios nordestinos.

2. Complexo estudantil

São Cristóvão, em Recife, tem muitos bairros com estilo antigo e colonial, e que abrigam grande parte de sua população nativa, assim como os oriundos de diferentes regiões. Um dos maiores e mais populosos bairros é o Rosa Elze. Além da segurança, infraestrutura e da ampla rede de serviços e comércio, nele está localizada a Universidade Federal de Sergipe. 

Como essa Universidade é uma das mais importantes do nordeste, na região há bastante movimentação de jovens universitários de todas as regiões do país. Focado nesse público diferenciado há, portanto, muitas opções de lazer noturno. Além disso, na região também foram construídas praças com áreas verdes e parques. Isso estimula a promoção da saúde por meio de caminhada ao ar livre, passeios de bicicleta ou pela prática de outras modalidades esportivas.

Nas proximidades do Rosa Elze, há o bairro Eduardo Gomes, cujo destaque é a atividade comercial intensa: bancos, supermercados, farmácias e centros comerciais voltados ao atendimento a diversos públicos, principalmente aqueles que apreciam o artesanato local. Tanto o Eduardo Gomes como o Rosa Elze abrigam os universitários que, distantes de suas famílias, veem a localidade como seu novo lar.

3. Boa infraestrutura urbana

Quem está habituado a morar na zona urbana de São Cristóvão defende o trânsito tranquilo como um dos pontos mais favoráveis da região. Além do mais, em termos de segurança pública, há bastante policiamento na cidade, e que fazem rondas ostensivas em todos os bairros, principalmente à noite.

Como a Universidade Federal está localizada no município, isso confere mais algumas comodidades para os habitantes dos bairros vizinhos. Há bastante pavimentação das estradas, investimentos na educação do trânsito, opções de escolas para todos os níveis de Educação, bancos, casas lotéricas, supermercados, assim como a ampliação de diferentes nichos empresariais.

4. Proximidade com a capital e com o aeroporto

Uma das vantagens de investir em casas e lotes em São Cristóvão, em Sergipe é a localização do município. Ele está situado em uma posição estratégica que favorece o deslocamento para a capital Aracaju, já que são pouco mais de 20 km de distância. Além disso, a localização geográfica do bairro permite o rápido acesso ao aeroporto de Aracaju: são apenas 30 km, ou cerca de 40 minutos de carro.

5. Bagagem cultural

Um dos maiores símbolos de São Cristóvão, em Sergipe é a Praça São Francisco, que foi tombada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura (Unesco). Mas desde 1967, o município foi reconhecido como patrimônio histórico pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). 

Além de museus que abrigam importantes acervos que remontam a história do Brasil e igrejas e capelas constrúìdas durante o Império, São Cristóvão também é o pólo de tradições como a Romaria de Senhor dos Passos, festa religiosa considerada Patrimônio Imaterial do estado de Sergipe.

6. Riquezas naturais e agronegócio

Do ponto de vista econômico, pode-se afirmar que o município também se destaca por suas riquezas naturais e agronegócios. Na região há a produção de alimentos como macaxeira (ou mandioca), batatas, abóbora e milho, além de produtos agropecuários e mel de abelhas. Em São Cristóvão impera o modelo de agricultura familiar, que gera cerca de 50 mil empregos e garante a subsistência de boa parte da população local.

Como você pôde notar, são muitos os benefícios de morar em São Cristóvão, em Sergipe. Nem sempre é possível reunir tantas vantagens em bairros localizados próximo à capital, o que torna a compra de lotes e casas na região uma das melhores opções do mercado. Aproveite, portanto, a oportunidade para investir no município e proporcionar mais qualidade de vida para a sua família. 

E você, precisa de orientação sobre compra de lotes ou casas em São Cristóvão? Entre em contato com a Laredo Urbanizadora e conte conosco para o que precisar!