museu da gente sergipana

Entenda por que você deve conhecer o Museu da Gente Sergipana

Se você está em Aracaju, precisa conhecer o Museu da Gente Sergipana. Esse é o primeiro espaço multimídia do Nordeste e oferece uma viagem virtual pela cultura, culinária e hábitos da região. Inaugurado em 2011, no antigo colégio Ateneuzinho, dispõe de recursos tecnológicos de ponta e de vários espaços temáticos para contar a história do estado.

A instalação fica em uma construção de 1926, em um prédio tombado no centro de Aracaju, oferecendo uma verdadeira imersão interativa e celebrando a diversidade sergipana. Festas, ecossistemas, personagens ilustres, trajes típicos e culinária são expostos com muita criatividade.

Além de ser um espaço interativo e altamente tecnológico, fortalece a rica cultura do povo do Sergipe. A concepção foi feita pelo curador Marcello Dantas, também responsável pelo Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Se você quer entender por que deve conhecer o Museu da Gente Sergipana, continue lendo este artigo e veja o que o aguarda nesse passeio incrível!

Principais atrações

O Museu da Gente Sergipana é um dos mais modernos do país, sendo um aparelho cultural de alto nível tecnológico. O local expõe o acervo do patrimônio material e imaterial do Sergipe, em instalações interativas e multimídias.

São atrações permanentes que mostram a cultura e os hábitos do estado, incluindo um túnel high tech 360 graus que projeta as belezas naturais do Sergipe. Confira,

Mapa da Gente

A instalação mostra pessoas comuns narrando curiosidades sobre a cultura local.

Nossas Praças

Um carrossel representa as cidades do Sergipe e homenageia a atração que chegou a Aracaju em 1904. Afinal, o brinquedo era o grande atrativo do Parque Teófilo Dantas. Na instalação, o visitante faz um passeio de carrossel pelas praças mais significativas do estado.

Nossos Cabras

O cangaceiro Lampião, o filósofo Tobias Barreto e o artista plástico Arthur Bispo do Rosário são algumas das personalidades mostradas nessa instalação. São pessoas que tiveram parte de sua história no Sergipe e ficaram famosas por seus trabalhos. Nessa galeria, têm suas experiências, trajetórias e feitos contados.

Nossas Histórias

O visitante entra em um labirinto de espelhos e é surpreendido por objetos e vozes que retratam os modos de vida, as lendas e o artesanato local. A instalação ressalta o empreendedorismo do povo sergipano que, mesmo em condições pouco favoráveis, improvisa na hora de encontrar soluções para os desafios que enfrenta. Inclusive, esse é um dos pilares da economia do estado.

Nossas Coisinhas

É um enorme jogo de memória que mostra objetos representativos da cultura sergipana.

Nossas Festas

O visitante precisa pular amarelinha, chamada por lá de macacão, para poder assistir a vídeos com festas locais e manifestações religiosas e populares. Ali, quem é de fora consegue entender bem a alegria do povo sergipano, vendo as celebrações mais conhecidas da região.

Nossos Marcos

É possível brincar com um pião que mostra os principais monumentos arquitetônicos do Sergipe, incluindo diversas edificações que são símbolos da história local.

Nossos Trajes

O visitante tem a oportunidade de se ver vestido com trajes típicos das festas locais. Além de estar com o figurino de danças e folguedos, é possível reproduzir movimentos com as músicas típicas.

Nossos Leitos

Sentado em um barco, o visitante entra em um túnel com projeção 360º e se depara com a riqueza natural do estado. Ele passa pela praia, mar, agreste, mangue, sertão e Mata Atlântica, conhecendo a grande diversidade de fauna e flora do estado em uma visita sensorial pelos ecossistemas.

Nossas Roças

A atividade econômica mais forte do estado sergipano é a agropecuária. Por isso, ela também está presente no museu. Em uma fazendinha, é possível jogar em uma lavoura de agricultura familiar, que representa uma enorme importância para a economia local.

O visitante tem que preparar a terra, semear, colher, alimentar os animais e vender os produtos. O objetivo é manter a fazenda produtiva e aumentar o seu rendimento.

Nossos Pratos

Uma mesa interativa deixa expostos vários ingredientes da culinária sergipana, e o visitante pode combinar itens para testar seus dotes culinários. Ao final, ele monta um prato típico sergipano.

Josevende

Imagine uma feira livre, onde há trocas de produtos e serviços? Na instalação, é possível vivenciar esse espaço e ainda negociar com o feirante Josevende, que tenta vender suas mercadorias.

Seu Cordel

Não poderia deixar de existir um espaço reservado à literatura de cordel. Uma biblioteca com folhetos escritos por autores locais abriga uma tela para que o visitante escolha qual deles quer ler. Após a performance, a interpretação pode ser enviada diretamente ao YouTube.

Seu Repente

Quer improvisar um repente? Essa instalação oferece a oportunidade de dar uma resposta a um repentista. Nas paredes, há rimas para inspirar o visitante, caso falte criatividade na hora. Essa instalação também permite que apresentação possa ser publicada no YouTube.

Nossos Falares

O Brasil é um país de enorme diversidade, e a língua portuguesa passa por muitas variações, típicas de cada região. Há palavras e expressões que são adotadas em alguns lugares, com significado reconhecido apenas ali. Por isso, o Museu da Gente Sergipana montou um corredor com o vocabulário típico do estado, no qual o visitante conhece o significado do que é falado.

Midiateca

Nesse local, está a Renda do Tempo, um painel de renda irlandesa com uma linha do tempo que mostra os principais momentos da história do Sergipe. Por ali, alguns dos assuntos mostrados durante o passeio no museu podem ser vistos em terminais interativos.

Orientações para a visitação

Gerido pelo banco público do estado, o Instituto Banese, o Museu da Gente Sergipana é uma das principais atrações de Aracaju. Embora seja possível organizar visitas guiadas, opção muito escolhida por escolas, e contar com o auxílio de monitores em cada setor, o espaço não requer acompanhamento.

A ideia é que cada visitante vivencie a experiência de maneira singular e em seu próprio tempo. Cada um pode querer se entreter mais ou menos em uma instalação, e é justamente isso que torna a visita singular.

O Museu da Gente Sergipana tem também uma loja e um café, além de oferecer espaço para exposições e eventos, valorizando a arte, a cultura e a diversidade. Quem está em Aracaju não pode deixar de conhecer esse museu. É um passeio imperdível para fazer com os amigos e a família!

Se você gostou do artigo, compartilhe o conteúdo em suas redes sociais para que mais pessoas possam conhecer o Museu da Gente Sergipana!

Powered by Rock Convert

Comentários