tendências de arquitetura

Esteja atento a estas 4 tendências de arquitetura para 2020!

Estar sempre atento às tendências atuais e às novidades da arquitetura é contemplar o que há de mais moderno e inovador no mercado, algo imprescindível para os profissionais da área na hora de atender as necessidades dos seus clientes. Isso também é essencial para quem gosta de décor ou está no meio de uma obra e quer aproveitar para usar o que tem de mais inspirador no momento.

Com a chegada de mais um ano, chegam também as novas tendências de arquitetura para 2020, que vão influenciar as discussões arquitetônicas e os projetos. Claro, sem esquecer que essas tendências são previsões, ou seja, um caminho baseado nos movimentos atuais da arquitetura. Assim, algumas são mais certeiras e outras não tão apostáveis.

Para antecipar algumas das tendências deste ano, é possível citar diversos pontos centrais, como sustentabilidade aliada à economia, acessibilidade e inclusão, tecnologia, otimização de espaços e integração entre o espaço urbano e a natureza.

Ficou interessado em conhecer as principais tendências de arquitetura para o ano de 2020? Então, fique com a gente, acompanhe este post até o fim, descubra as últimas 4 novidades na área e faça sucesso na sua obra e/ou com os seus clientes!

1. Tecnologias disruptivas

A tecnologia disruptiva, ou inovação disruptiva, é uma das apostas para este ano. Ela refere-se a qualquer tecnologia que rompe com o modelo padrão de utilização e consumo de um produto ou serviço disponível no mercado.

As tecnologias consideradas como disruptivas vêm revolucionando a arquitetura e a inovação tecnológica, colaborando cada vez mais para a implementação de softwares mais precisos, que otimizam o tempo, aumentam a produtividade e tornam possível a construção de edificações mais complexas.

Um bom exemplo é a modelagem tridimensional, que facilita a visualização do projeto final pelo cliente. Ainda, podemos citar o Building Information Modeling (BIM), também chamado de Modelagem da Informação da Construção, um processo inovador que, quando aplicado à gestão do empreendimento, desenvolve um modelo virtual com geometria e parâmetros técnicos relevantes para sua caracterização e utilização na edificação a ser construída.

As técnicas construtivas também estão em constante evolução, contribuindo diretamente para a melhoria de uso, o bom funcionamento, os investimentos e a estética dos ambientes, o que reflete-se na automatização dos espaços, bem como em diferentes tipos de LED e acabamentos.

2. Arquitetura sustentável

Diante da emergência de pensar em um mundo mais sustentável, as novas tendências na arquitetura precisam ser analisadas com foco na eficiência energética, na otimização de recursos naturais e na redução de emissão de poluentes e resíduos.

Para isso, a integração de sistemas inteligentes é essencial, tendo em vista a possibilidade de projetar uma edificação capaz de controlar o clima, o funcionamento de eletrodomésticos, a iluminação, os acessórios de segurança, entre outros.

A justificativa para esse conceito cada vez mais forte está na atenção que a arquitetura, assim como o mundo, está dando à necessidade urgente de preservar o meio ambiente. Por isso, esse seria um objetivo importante de uma arquitetura mais consciente.

Dessa forma, uma das tendências de arquitetura para o ano de 2020 é o uso de materiais e práticas sustentáveis, por exemplo

  • utilização de telhados, paredes, cercas e muros verdes;
  • uso de lâmpadas econômicas;
  • reutilização de água;
  • investimentos em energia eólica e placas solares;
  • uso de dispositivos para economizar água;
  • investimentos em outros recursos que, além de contribuírem para a qualidade de vida das futuras gerações, reduzem custos.

3. Elementos da natureza

O contato do homem com a natureza é de longa data, visto que, por muito tempo, essa foi a sua fonte de abrigo. Porém, diante do crescimento da urbanização e das soluções tecnológicas, ela acabou sendo deixada um pouco de lado.

Porém, chegamos a um ponto em que precisamos da natureza quase que de uma forma terapêutica para aliviar o stress do dia a dia e ajudar no tratamento de doenças, principalmente nas grandes cidades, em que os espaços verdes já estão se tornando raros.

Por isso, entre as tendências da arquitetura para 2020, está a inserção da natureza e da vegetação nos projetos arquitetônicos, fato que também vai ao encontro da sustentabilidade. Além de enriquecer o paisagismo, isso eleva as edificações e melhora a ventilação e a qualidade de vida dos moradores. A inserção desses elementos pode ser o ponto de partida para o projeto, conectando a vida urbana ao meio ambiente.

4. Automação residencial

A automação residencial, novidade que veio para ficar, é uma ferramenta que valoriza o empreendimento e facilita o cotidiano do morador por meio da interação feita por aparelhos eletrônicos, conectando 24 horas por dia o cliente à casa. Ademais, tudo isso está disponível na palma da mão, com o uso de um smartphone.

A automação residencial é também uma aliada da segurança, pois agiliza diversas ações, como liberação de pessoal e fechamento de portões e entradas.

Entre os exemplos práticos do uso da automação, podemos citar as seguintes ações, que são feitas com a utilização da tecnologia:

  • ligar o ar-condicionado à distância;
  • abrir as cortinas;
  • apagar ou acender as luzes;
  • trancar os destrancar portas;
  • acionar sistemas de entretenimento, como televisão e aparelhos de som.

Para fazer a implementação da automação em residências ou imóveis comerciais, a opção mais viável é instalar os aparelhos necessários durante o período de construção da edificação. Porém, é possível fazer a adaptação em imóveis já construídos, sem a necessidade de reformas, dependendo da estrutura do local em questão.

Na Laredo Urbanizadora, que tem como missão construir espaços urbanos projetados, para melhor atender seus clientes, buscando a integração entre natureza, bem-estar, segurança e inovação, essas tendências são trabalhadas na prática durante o planejamento e a construção de empreendimentos, que seguem caminhos tecnológicos e sustentáveis.

Como exemplo das ferramentas utilizadas, destacam-se: iluminação pública subterrânea, luminárias em LED, automação nos ambientes, irrigação automatizada, tecnologia de telecomunicações FTTx, paisagismo integrado às áreas comuns com projeto luminotécnico, uso de materiais sustentáveis e acabamentos inovadores.

Ficou curioso para conhecer mais sobre a filosofia da Laredo Urbanizadora e as novas tendências de arquitetura? Então, entre em contato conosco e saiba mais sobre esses temas!

Comentários