ar condicionado em casa

Tire suas principais dúvidas sobre ar condicionado em casa

O ar condicionado foi inventado há mais de cem anos, está cada vez mais presente em nossas vidas e ainda é motivo de dúvidas para diversas pessoas. As questões surgem na hora de escolher o modelo, na instalação e até durante o uso. O ideal é não se desesperar e escolher um fornecedor e um instalador de confiança, que priorize a segurança e os procedimentos corretos, além de orientar todas as etapas seguintes para evitar acidentes ou prejuízos.

Se você não abre mão da qualidade de vida, ter um ar condicionado em casa é essencial — principalmente no típico verão brasileiro, marcado por dias abafados. Esse aparelho cheio de inovações tecnológicas permitirá regular a temperatura, a umidade, a limpeza e a ventilação do ambiente, trazendo benefícios para a saúde e até para o bolso.

Você está pensando em instalar um ar condicionado em casa? Se sim, continue conosco. Vamos explicar quais são as opções existentes e tudo o que você precisa saber antes de chamar um profissional. Boa leitura!

Simulador Laredo

Quais tipos de ar condicionado existem?

Existem inúmeros modelos de aparelhos disponíveis no mercado, mas como saber qual é a melhor opção para ter em casa? Para tirar a sua dúvida, listamos os principais tipos e suas características.

Ar condicionado portátil

A principal vantagem desse modelo é poder transportá-lo entre os cômodos, conforme a sua necessidade. Seu funcionamento se baseia em retirar o ar quente do ambiente e jogá-lo para a área externa por meio de uma janela, sendo o ideal para quem não tem condições de fazer perfurações na parede.

As desvantagens do aparelho incluem sua limitação, o fato de ser compatível com ambientes de até 20m², o seu nível de ruído e o consumo de energia, que costuma ser alto.

Ar condicionado split

Esse costuma ser o aparelho preferido das pessoas por ser compatível com ambientes de diversos tamanhos (variando a sua potência), produzir baixos ruídos e apresentar os modelos mais bonitos. Sua instalação também é fácil: basta providenciar uma passagem na parede para as tubulações.

A única desvantagem é o seu preço, que costuma ser mais caro que os outros tipos de ar condicionado. Mas esse valor é compensado pela economia de energia elétrica que ele proporciona.

Ar condicionado de janela

Esse modelo funciona como o ar condicionado portátil, retirando o ar quente do espaço e transferindo para o ambiente externo. Ele recebe esse nome por necessitar de uma abertura semelhante à de uma janela, onde será acoplado.

O equipamento é a versão menos tecnológica, sendo indicado apenas para ambientes pequenos. Costuma produzir um certo nível de ruído, mas apresenta os preços mais baixos e, geralmente, é compacto.

Ar condicionado dutado

Também chamado de ar condicionado central, é instalado a partir de um rebaixamento do teto e da implantação de dutos. Já a condensadora do aparelho fica na parte externa, como no modelo split.

Os tipos dutados costumam ser instalados em grandes ambientes, em áreas com grande circulação de pessoas, onde é necessário climatizar diversos espaços simultaneamente. Porém, esse ar condicionado também tem sido adotado em muitas casas e apartamentos de alto padrão.

Como escolher o melhor modelo?

O principal quesito a levar em conta no momento da escolha é a capacidade de refrigeração do ar condicionado. Ou seja, a quantidade de BTUs — sigla para Unidade Térmica Britânica.

Para resolver essa questão, você precisa analisar cada cômodo que receberá o aparelho. Caso a escolha seja incorreta, o resultado tende a ser um ambiente não refrigerado adequadamente ou um grande consumo de energia.

Para tomar a melhor decisão, primeiramente você deve pensar na metragem do espaço. Ambientes compactos aceitam aparelhos de menor capacidade, mas nem sempre só essa análise é suficiente. Outros fatores também interferem, como a incidência solar, a região geográfica e a quantidade de pessoas e equipamentos eletrônicos presentes no recinto.

Por exemplo, na região Sul do nosso país, aplica-se no cálculo 600 BTUs por metro quadrado. Já na região Norte esse número é substituído por 1000 BTUs. Mas lembre-se: não se arrisque fazendo a conta sozinho e peça auxílio a um profissional.

Como fica o consumo de energia?

O que determina o consumo de energia de um ar condicionado em casa é a sua potência e o tempo que ele fica ligado. Obviamente, quanto mais watts ele precisar e mais tempo permanecer ligado, mais energia elétrica gastará.

Há uma falsa ideia de que aparelhos com tensão de 220V consomem menos que os de 110V, refletindo em uma grande economia. De fato, pela sua instalação elétrica ter uma fiação mais fina, os aparelhos de 110V consomem um pouco menos. Porém, a diferença é tão mínima que chega a ser insignificante e demoraria muito tempo para percebê-la nas contas.

A opção para reduzir significantemente o consumo de energia elétrica é apostar no modelo com tecnologia inverter. Esse aparelho detecta a temperatura do espaço e modifica a potência de acordo com a necessidade. O resultado será ainda mais satisfatório se houver a opção de desligar automaticamente quando não precisar mais do uso. Dessa forma, a economia chega em até 30% em comparação a outros modelos.

Todos os ambientes da sua casa. Ebook Grátis

Como é a manutenção?

Para que seu investimento valha a pena e seu ar condicionado funcione em perfeito estado, é essencial realizar as limpezas corretamente e fazer as manutenções preventivas. Nunca deixa para se preocupar apenas quando o aparelho apresentar problemas, como ruídos e gotejamento.

Para auxiliá-lo nessa empreitada, fizemos uma pequena lista dos itens que você precisa checar regularmente e as ações a serem tomadas:

  • limpar os filtros de 15 em 15 dias;
  • escovar as serpentinas com cerdas macias;
  • verificar a instalação elétrica e se o aparelho e seus dispositivos estão devidamente ligados à rede principal, sem fusíveis queimados, chaves abertas, entre outros problemas;
  • checar as conexões, flanges e demais fixações, prevenindo vibrações, vazamentos e ruídos;
  • conferir o estado da mangueira do dreno, evitando transbordamento na bandeja e vazamento pela condensadora.

Após essa leitura, você deve imaginar quais são as melhores opções para ter um ar condicionado em casa. No entanto, não deixe de chamar um profissional. Um especialista tem o conhecimento técnico necessário e saberá realizar o procedimento sem riscos e prejuízos para que o aparelho funcione sem desgastes e com a máxima eficiência.

Escolher um bom modelo também é imprescindível. No momento da compra, não olhe apenas para o preço. Pesquise a reputação da marca e questione sobre a filtragem e sobre o sistema de retenção de poeira. Dessa forma, você evita manutenções frequentes e gasto excessivo de energia após instalar um ar condicionado em casa.

Quer ficar por dentro de mais dicas como as que foram apresentadas? Então, nos acompanhe no Facebook!

Posts relacionados