decoração de interiores

Decoração de interiores: 8 artistas brasileiros e suas obras

Obras de artistas renomados são ótimas opções para uma decoração de interiores com mais requinte, ainda mais com peças brasileiras. Desde Tarsila do Amaral, até Cândido Portinari, existem diversos movimentos artísticos, o que é ótimo para aliar à decoração já existente na sua casa.

Neste post, separamos uma lista de oito artistas brasileiros, com obras famosas, para inspirar sua decoração. Confira!

Acesse Simulador Laredo

1. Tarsila do Amaral

Quando se fala de artistas plásticos brasileiros, logo vem à mente o nome da Tarsila do Amaral. Nascida em São Paulo, em 1886, foi uma pintora e desenhista que se destacou na primeira fase do movimento Modernista do Brasil. Ela teve a oportunidade de estudar fora do país e introduziu diversas técnicas novas, como o Cubismo, no cenário brasileiro.

Em seus quadros mais famosos, temos o renomado Abaporu (1928) que foi um marco no movimento antropofágico do país. Ele possui traços bem marcantes e cores vibrantes, o que pode ser uma ótima combinação para uma decoração minimalista de uma sala de estar ou de jantar, por exemplo.

Outros quadros famosos são a Antropofogia (1929), os Operários (1933) e a Lua (1928). Todos cheios de personalidade, de traços firmes e cores vibrantes. Obras como estas, tornam-se o grande destaque de qualquer decoração.

2. Oswaldo Goeldi

Goeldi foi um artista fluminense, nascido em 1895, mais conhecido por seu trabalho com xilogravura. Assim como Tarsila, teve grande parte dos seus estudos artísticos fora do país, onde teve afinidade com ideias modernistas. Seus trabalhos começaram alguns anos antes da famosa Semana de Arte Moderna de 1922, mas logo foi associado aos artistas modernos devido seu estilo moderno.

Sua principal obra foi o Ladrão (1955), que contém traços bem dramáticos, basicamente todo em preto e vermelho. Outros quadros famosos são os Pescadores (1950) e a Chuva (1957), sempre com o fundo escuro e muita intensidade.

Para quem gosta de uma decoração com uma pegada mais moderna ou industrial, o estilo do Oswaldo Goeldi é uma combinação incrível!

3. Cândido Portinari

Cândido Portinari nasceu em São Paulo, em 1897, e descobriu desde jovem seu talento para a arte. Estudou na escola de Belas Artes Nacional, e logo lançou sua carreira no Brasil e no mundo, com uma forte identidade e características icônicas.

É difícil listar qual obra é a mais famosa, mas, dentre elas, estão a Guerra e Paz (1956), os Retirantes (1944) e o Mestiço (1934). Todas possuem temáticas sociais, importantes da época, e técnicas muito expressivas.

Na decoração, é possível várias combinações. Para quem gosta de uma temática mais densa e intensa para compor uma decoração moderna, quadros no estilo do Os Retirantes (1944) e da Criança Morta (1944) são uma boa ornamentação. Já para aqueles que preferem cores mais vivas e temáticas mais sutis, os traços do Mestiço (1934) e da Guerra e Paz (1956) funcionam bem, até mesmo em decorações rústicas.

4. Anita Malfatti

Anita Catarina Malfatti foi uma pintora, desenhista e ilustradora paulistana, nascida em 1889. Teve parte dos seus estudos no exterior, onde se apaixonou pelo Movimento Expressionista e solidificou seu estilo. Ao voltar para o Brasil, Malfatti fez uma exposição polêmica para a época, o que causou conflito entre os nomes já renomados da arte brasileira. Isso foi o grande estopim para o início do movimento moderno brasileiro.

Todas suas pinturas possuem características marcantes do Expressionismo: cores puras e traços livres. O Homem amarelo (1917), a Boba (1916) e o Farol (1915) são clássicos modernos, todos providos de uma sensibilidade imensa.

Como seus traços são mais leves e com cores mais amigáveis, acaba sendo uma opção de decoração de interiores muito democrática, tanto para salas quanto para quartos de diferentes estilos.

Acerte na decoração! Clique aqui e baixe o e-book

5. Di Cavalcanti

O pintor, ilustrador, desenhista e cartunista fluminense, Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque Melo, nascido em 1897, é um dos grandes nomes das artes plásticas brasileiras. Junto com outros artistas, Di Cavalcanti foi um dos idealizadores da Semana de Arte Moderna de 1922, e seu estilo foi um dos que geraram a identidade do cenário artístico do Brasil.

Com temas carnavalescos, tropicais e repletos de cores vibrantes, seus quadros passam a alegria dos momentos simples. Entre os mais famosos estão: as Mulatas (1928), as Cinco Moças de Guaratinguetá (1930) e o Samba (1925).

No quesito decoração, ambientes com cores alegres, móveis divertidos e plantas tropicais são uma boa combinação com quadros que possuem os trejeitos do Di Cavalcanti!

6. Ferrignac

Inácio da Costa Ferreira foi um advogado, pintor, ilustrador, caricaturista e escritor nascido em Rio Claro, São Paulo, em 1892. Também presente na Semana da Arte Moderna, Ferrignac tem traços dadaístas, cheios de humor e críticas sociais em suas obras.

Dentre suas obras mais famosas, é possível destacar a Colombina, realizada por volta de 1920. Como seus traços trazem bastante do humor e da quebra de expectativas, clássicos do dadaísmo, é uma boa pedida para decorações mais alternativas e de muito bom gosto.

7. Ismael Nery

Ismael Nery foi um pintor, arquiteto e filósofo paraense, nascido em 1900. Suas obras têm um enfoque mais antropológico e diversas influências surrealistas e cubistas, o que resultou em um portfólio muito intuitivo. Ele morreu com apenas 34 anos, e suas obras ficaram conhecidas após sua morte.

Seus quadros mais famosos são: o Autorretrato (1930), os Namorados (1927) e a Figura (1927). Possui bastante formas geométricas, traços simples, a presença da figura humana e cores intensas.

Assim como as obras de Ferrignac, as decorações mais alternativas e modernas são ambientes excelentes para os quadros do Nery. Uma sala de estar com uma parede escura, um sofá com design diferenciado e uma pintura como a Figura (1927) é um bom exemplo de ambiente intenso e moderno.

8. Vicente do Rego Monteiro

Vicente do Rego Monteiro, nascido em 1899, foi um pintor, escultor e poeta pernambucano. Fez parte da grande era modernista da arte brasileira e suas pinturas têm uma característica muito marcante: o jogo de luz e sombra.

Dentre as marcantes obras de Vicente do Rego, a Mulher com Galinha (1925), a Deposição (1924) e o Atirador de Arco (1925) são bons exemplos. Todos com o foco ocular centralizado na tela, com o claro-escuro que somente ele sabe fazer.

Para a decoração de interiores, as possibilidades são diversificadas. Ele tem alguns quadros mais escuros e densos, assim como alguns mais claros e leves. Dessa forma, é adaptável para qualquer estilo de decoração.

Como foi visto, é possível criar uma decoração de interiores, com muito requinte e originalidade, usando como destaque obras de artistas plásticos brasileiros renomados. Neste post, foram citados, majoritariamente, artistas modernistas, por serem opções clássicas, mas nada impede você de investir em quadros contemporâneos.

A grande parte desses quadros citados são de patrimônio público ou propriedade de museus, mas você pode investir em réplicas certificadas, que são encontradas em leilões ou em grandes galerias de arte. Outra opção é investir em obras de estilo parecido com as citadas acima.

Gostou de saber sobre como usar obras de grandes artistas na decoração de sua casa? Então não deixe de conferir estas 6 dicas de quadros para sala que vão valorizar seu ambiente!

Posts relacionados