Mudança de apartamento para casa: saiba como se organizar!

Mudança de apartamento para casa: saiba como se organizar!

troca de moradia é a conclusão de um processo que começa com a escolha do novo imóvel, o que envolve uma série de detalhes que estão vinculados à localização, ao preço e às condições de pagamento. Portanto, em meio a questões tão importantes, é muito comum as pessoas deixarem para a última hora o planejamento da mudança — o que não é uma boa ideia.

Afinal, uma mudança bem planejada se torna muito mais fácil de fazer e evita vários transtornos que os improvisos costumam gerar. Quando a mudança é de um apartamento para uma casa, então, esse planejamento é ainda mais importante, considerando a necessidade de readequação dos móveis ao novo espaço.

Pensando em lhe ajudar nessa etapa e transformar em um momento tranquilo o que para muitos é um trabalho estressante, nós preparamos este artigo com dicas imbatíveis de organização para a mudança de casa.

Confira!

Faça um levantamento dos seus móveis e da decoração

Geralmente, as casas são imóveis maiores do que os apartamentos, com espaços mais amplos e confortáveis. Por isso, eventualmente, é possível que os móveis e os itens de decoração existentes no antigo imóvel não sejam suficientes ou convenientes para a nova casa. Portanto, é muito importante fazer um levantamento detalhado de tudo o que existe no apartamento, buscando antecipar o que poderá ser aproveitado.

Para facilitar, você pode preparar uma espécie de cadastro por ambiente, no qual você registrará tudo o que existe em cada um deles. Por exemplo, anote o sofá da sala, a estante, as almofadas, os quadros e tudo o que estiver ali. Registre também o estado de conservação de cada item e a sua intenção de reaproveitá-lo ou não no novo lar.

Esse é um cuidado elementar que ajudará bastante na ordenação dos ambientes. A partir das relações do que você já possui, será possível estimar os itens complementares que deverão ser adquiridos e também os que eventualmente precisarão ser substituídos.

 

Peça a ajuda de um profissional de decoração

Contar com o auxílio de um profissional especializado no design de interiores é muito interessante para definir o projeto de decoração do novo imóvel e também o tipo de aproveitamento que pode ser dado aos itens que você já possui. Vale destacar que se o projeto for realizado considerando aquilo que pode ser aproveitado, isso significará uma boa economia.

Cabe ressaltar, ainda, que esse tipo de profissional normalmente possui uma boa capacidade para avaliar as dimensões dos ambientes e o tipo de uso que pode ser dado a eles. Com isso, você se verá livre da necessidade de ter que ficar imaginando o que pode ser feito em cada cômodo e também das tentativas de montar o quebra-cabeça das novas ambientações.

Se possível, compre tudo com antecedência

De fato, a aquisição de um imóvel implica desembolsos significativos e um trabalho considerável do comprador. Com isso, muitas vezes, as pessoas preferem adquirir os itens complementares ou de substituição só com o passar do tempo, após a mudança.

Contudo, se no seu planejamento financeiro você já cuidou de economizar para as despesas extras e incluiu a necessidade de novos móveis e itens de decoração, é possível que você já tenha reservado a quantia para tanto. Se esse dinheiro existe, prefira comprar tudo com antecedência, antes de se mudar. Dessa forma, no processo de mudança e de instalação na nova casa, todos os itens novos chegarão na época da montagem, o que será muito conveniente.

Imagine o quanto será prático e agradável terminar o trabalho com a casa toda montada e em perfeitas condições de uso!

Embale tudo e identifique as embalagens

As empresas de mudança mais organizadas oferecem aos clientes o serviço de encaixotar. Os funcionários utilizam embalagens e materiais para várias necessidades, incluindo caixas especiais para TVs e computadores, plástico-bolha para copos e outros artefatos de vidro, fitas adesivas, cobertores e tudo mais que for necessário para empacotar sua mudança e transportá-la com segurança.

Contudo, para maior proteção na manipulação dos itens e em benefício da organização, é conveniente acompanhar essa atividade. Durante o processo, separe as embalagens por lotes que estejam relacionados aos ambientes que os itens nelas contidos ocuparão na nova casa.

Por exemplo, todos os itens da sala de TV devem receber a identificação “sala de TV”, de maneira que possa ser facilmente visualizada.

Assim, durante a mudança, basta indicar ao pessoal da empresa o cômodo onde cada lote deve ser depositado, facilitando muito na hora de desembalar e de instalar tudo na nova casa.

Escolha o dia e o horário certos

Normalmente, as mudanças exigem uma atenção especial que, por si, pode gerar alguma ansiedade. Por isso, escolha horários e dias mais tranquilos, quando o trânsito estiver descomplicado.

Os dias de semana, no meio da manhã ou no meio da tarde, costumam ser bastante apropriados para mudar.

Escolha uma boa empresa

Antes de contratar a empresa de mudança, procure se informar sobre a qualidade dos serviços que ela presta. Geralmente, as boas empresas encontram facilidade em apresentar antigos clientes que estejam dispostos a dar referências, o que pode ser um bom indício. Porém, convém pesquisar na internet se não existem reclamações contra a empresa.

Também é importante conhecer a estrutura da empresa e investigar se ela está equipada de maneira devida para fazer os transportes, sobretudo se houver necessidades especiais. Por exemplo, se a mudança contiver um piano ou móveis de grande porte a empresa deve ser capaz de fazer içamentos seguros, com guinchos e gruas apropriados.

Se você for utilizar o serviço de guarda-móveis da empresa de mudança, procure conhecê-lo pessoalmente a fim de avaliar as condições de estocagem.

Outras recomendações

Além das dicas acima, também é importante seguir estas recomendações:

  • um dia antes da mudança, retire todos os alimentos do freezer e da geladeira e acondicione em caixas térmicas com gelo. De preferência, procure acomodar os produtos na casa de um amigo ou parente ou doe-os para alguém, evitando que se estraguem;
  • desligue a geladeira e o freezer logo em seguida, deixando descongelar com as portas abertas, para evitar a produção de mofo. Se houver muita umidade, seque com um pano;
  • prefira transportar pessoalmente documentos, joias, obras de arte e outras peças de alto valor financeiro ou sentimental;
  • identifique com o aviso “não levar” os objetos que não serão transportados. Afinal, se você for se desfazer de um móvel ou de outro item é preferível mantê-lo no apartamento, dando a ele o novo destino a partir dali mesmo;
  • se você não puder acompanhar pessoalmente a mudança, indique uma pessoa de confiança para executar essa tarefa;
  • transporte somente os botijões de gás vazios.

Agora que você já sabe tudo o que precisa para fazer a mudança de casa com tranquilidade, compartilhe essas informações com os amigos nas redes sociais. Assim, eles também poderão se beneficiar deste conteúdo!

Posts relacionados