Apartamento ou casa? Conheça os aspectos de morar em cada um

Apartamento ou casa? Conheça os aspectos de morar em cada um

Que todo mundo quer ter seu imóvel próprio não há discussão. Mas, com essa decisão tomada, surge uma comum: escolher apartamento ou casa?

É claro que algumas pessoas terão mais afinidade com a casa, outras se sentirão melhor no apartamento. Essa, porém, é uma decisão que precisa ser tomada levando em conta uma série de fatores, que vai muito além do gosto pessoal.

Neste post, vamos explicar quais são os principais fatores para entender o custo-benefício de morar em cada um deles.

 

As vantagens de se morar em uma casa

Antes de começarmos a enumerar as vantagens de escolher morar em uma casa, uma observação importante: segurança, no Brasil, é assunto de vida ou morte, literalmente. Então, vamos partir do princípio de que a sua escolha será por uma casa em condomínio fechado, até porque muitas das reais vantagens de se morar em uma casa só são possíveis se forem nessa modalidade.

A primeira delas é a liberdade. Embora os condomínios de casas tenham suas regras, elas não se comparam em quantidade e flexibilidade às que existem nos prédios residenciais. Afinal, morar com gente em cima, em baixo e ao lado requer limites de convivência muito estritos.

Então, haverá pessoas que se sentirão muito limitadas por morarem em apartamentos e somente conseguirão se sentir verdadeiramente livres vivendo em uma casa.

Com a liberdade, vêm a privacidade e o espaço maior para fazer escolhas, como as de plantar um jardim ou de ter um animal de estimação de grande porte.

Aliás, falando em espaço, dependendo do tamanho do terreno, você pode construir uma piscina, fazer alterações na planta, ampliar a cozinha, fazer mais um quarto, construir uma varanda, dobrar o tamanho da lavanderia etc. Tudo o que o tamanho do terreno e a sua imaginação permitirem.

Tudo isso porque as casas são, por essência, multiúso. Se o seu trabalho permite com que você execute suas tarefas a distância, dá para construir um escritório, um ateliê ou outro espaço semelhante na medida ideal das suas necessidades, ou seja, adeus aos puxadinhos e adaptações no quarto das crianças ou nas dependências de serviço.

Outra vantagem inestimável de se morar em uma casa é a maior facilidade se ter mais vagas de garagens disponíveis. Em uma casa, haverá mais disponibilidade e flexibilidade para se ter vários automóveis do que em prédios, onde esse número é limitado e, para ser aumentado, exige negociações com vizinhos, que nem sempre são possíveis.

Para ficar de olho ao escolher uma casa

Um ponto que é necessário levar em conta ao escolher uma casa para morar é que, se por um lado, pode haver economia nas taxas condominiais, que tendem a ser menores do que nos prédios, também haverá custos maiores para a manutenção, que será mais complexa que a dos apartamentos.

Uma vantagem que normalmente é atribuída aos prédios, mas que também está presente nos condomínios de casas, é a facilidade maior para que crianças e adolescentes consigam fazer amizades com os vizinhos. E, no caso dos condomínios horizontais, tem-se o reforço dos fatores já vistos anteriormente, como a maior liberdade e uma boa estrutura de lazer.

A garotada da vizinhança naturalmente já se conhece e interage, mas se houver aparelhos coletivos como quadras de esporte ou piscina o contato será ainda mais intenso e divertido.

Os pontos fortes dos apartamentos

Não é exagero dizer que a segurança dos apartamentos pode ser comparada com a dos condomínios de casas. Em muitos também há sistemas de câmeras e monitoramento e portaria 24 horas, por exemplo. Para quem viaja muito ou fica sozinho, saber que tem alguém na porta ao lado pode fazer uma grande diferença.

Uma vantagem indiscutível dos apartamentos, porém, é combinar essa segurança com uma localização privilegiada. Condomínios de casas raramente se localizam em bairros mais centrais, pois o custo do terreno acaba afastando-os para regiões mais distantes.

Mais baratos e abundantes nos bairros nobres e comerciais das cidades, os apartamentos acabam se tornando uma opção mais prática e menos onerosa por evitar longos deslocamentos e, consequentemente, perder muito tempo no trânsito. Acesso fácil ao escritório e à escola dos filhos são pontos que influenciam na escolha de um lugar para morar.

O que costuma dar problema

A maioria dos problemas relacionados aos apartamentos costuma ter três motivações: barulho, espaço e desconforto.

Os constantes ruídos ocasionados por ter tantas pessoas morando tão perto encabeçam a lista de problemas em prédios residenciais. Todo mundo que mora em apartamento tem uma história relacionada a esse problema para contar. São situações desagradáveis, que envolvem reclamações com síndicos, mal-estar e desentendimento entre os envolvidos.

Claro que há maneiras, como tratamento acústico das paredes e do piso, que podem diminuir o incômodo, mas a dura realidade é que ele continua sendo muito comum.

Outro problema sério costuma ser a falta de espaço crônica nos apartamentos, que estão ficando cada vez menores. Nos empreendimentos mais recentes, além do espaço reduzido, só há os cômodos absolutamente essenciais. Então, contar com um espaço para closet ou um escritório/biblioteca é praticamente impossível nessas condições.  

Dependendo do prédio onde se compra o apartamento, a falta de conforto pode ser um fator a mais de aborrecimento. Acesso somente por escadas, elevadores constantemente quebrados, problemas na limpeza das áreas comuns e no recolhimento do lixo são alguns exemplos de situações que podem se tornar extremamente desconfortáveis para os moradores.

A hora de escolher entre apartamento ou casa

Como você pôde observar, há muitos aspectos práticos para serem considerados na hora de escolher entre casa e apartamento e conseguir o melhor custo-benefício. Levar todas elas em consideração e fazer a opção que mais se adéque à sua necessidade é o primeiro passo para garantir que você terá, de fato, um lar no qual vai se sentir muito bem.

Com a escolha feita, invista tempo e energia para fazer de sua casa ou apartamento um lugar cheio de amor, que aproxime a família, os amigos e os vizinhos, pois eles também farão parte de sua vida. Ter um lar acolhedor e confortável só faz bem.

E então, nosso post ajudou você a decidir entre apartamento ou casa para morar? Que tal compartilhar o post nas redes sociais e ajudar os seus amigos que também podem estar com essa dúvida?

Posts relacionados