3 passos para montar a sua própria horta em casa

3 passos para montar a sua própria horta em casa

Ter uma horta caseira é uma tendência cada vez mais crescente para quem quer manter a saúde em dia — física e mental. Fazer uma horta em casa só trará benefícios para você e sua família.

Para quem gosta de cozinhar, não há ideia melhor. É gratificante ver as plantas se desenvolvendo e depois poder usá-las nos próprios pratos!

A prática está tão evidência que até Gisele Bündchen cultiva sua própria horta em casa. Bem como a atriz Ana Paula Arósio, o ator Brad Pitt e até a esposa do presidente dos Estados Unidos, Melania Trump.

Para que você também possa aproveitar dos benefícios dessa prática, montamos este guia no qual você vai descobrir tudo que precisa para cultivar sua horta: desde o que plantar até como cuidar das hortaliças.

Continue lendo e veja como montar sua horta em 3 passos básicos!

1. Escolhendo o lugar para plantar sua horta em casa

Se você têm quintal em casa isso já facilita bastante. Mas se não for o seu caso, não fique triste, é perfeitamente viável cultivar plantas em vasos dentro do espaço do seu lar ou em varandas.

Claro, o espaço é diretamente proporcional à quantidade e variedade de plantas que você terá.

Se você dispõe de poucos lugares, pense em aproveitar o parapeito de uma janela ou mesmo a possibilidade de fazer hortas suspensas. Existem hoje no mercado painéis próprios para cultivar hortas. De tamanhos diferentes, eles contam com sistema de drenagem.

Assim, você pode colocá-lo na varanda ou na entrada de casa e, além de ter sua horta, ainda decora o espaço. Esse é um ponto interessante de ter uma horta, você pode montá-la de uma forma que ela se torne parte da decoração, usando potes estilizados, latas de alumínio antigas etc. A criatividade é o limite.

Mas atenção, a horta deve receber, no mínimo, quatro horas de luz do sol por dia para se desenvolver forte e saudável.

Já se você pretende montar a sua horta no quintal, defina o quanto dele será destinado à plantação e verifique a qualidade do solo. Algumas plantas acabam canibalizando as outras, ou seja, nem sempre dá pra cultivar tudo junto e você precisará de mais atenção quando for escolher o que quer criar.

Hortas em quintal são ótimas por manter você em contato direto com a terra. Para quem tem criança, melhor ainda. E pela nossa experiência, descobrimos que a jardinagem acaba se tornando um ótimo hobby.

2. Elegendo os tipos de plantas para cultivar

Pense no seu estilo de alimentação e no que você gosta de comer e cozinhar. Comece a escolha das plantas por aí!

Talvez você seja muito fã da culinária italiana, então manjericão e tomate não podem faltar. Nesse caso, o manjericão é facilmente cultivado em vasos e espaços pequenos, já o tomate vai exigir mais espaço para crescer.

Monte uma lista de tudo que você gostaria de cultivar. Aproveite para chamar as crianças para participarem desse processo, talvez você descubra que elas gostariam de ver como nasce a hortelã. Esse é um ótimo jeito de fazê-las participar da horta e entender como isso é algo importante para a vida de todos.

Se você não tiver a mínima ideia de por onde começar, alguns temperos que sugerimos são: manjericão, cebolinha, hortelã, salsa, pimenta, coentro, alecrim, orégano e camomila. Assim, você terá uma horta versátil e extremamente perfumada também!

Conforme você for se embrenhando nesse universo, vai descobrir outras plantas do seu interesse. Por exemplo, você sabia que existe uma plantinha apelidada de “Novalgina”? Ela é usada como chá e tem o mesmo poder do remédio, só que por ser natural é muito mais benéfica.

Não seria ótimo tê-la em casa? E isso é só um exemplo. Existem muitas espécies diferentes esperando por você. Então, antes de seguir adiante, monte a lista de todas as plantas que você gostaria de cultivar.

3. Cuidando da sua horta

Agora que você escolheu as plantas que quer cultivar, lembre-se do espaço que você tem e tente limitar a quantidade de hortaliças e temperos. Para quem está começando, o ideal é iniciar com cinco plantas diferentes.

Assim você vai se acostumando aos poucos com os cuidados de uma horta e com o tempo poderá incorporar novas plantas à sua coleção.

Ao determinar o que será cultivado inicialmente, é hora de fazer pesquisas para descobrir como é o jeito certo de plantar e cultivar cada espécie. Algumas podem ser plantadas a partir de mudas, já outras não, por exemplo.

Vamos começar com o básico: uma horta com manjericão, cebolinha, salsa, orégano e pimenta.

O manjericão é uma planta ideal para o Brasil, pois ele adora climas tropicais. Para plantar, é preciso terra afofada e fertilizada, e as sementes devem ser plantadas a baixa profundidade, cerca de 1 cm apenas. Deve-se regar a cada dois ou três dias. Você começará a ver o manjericão crescer depois de 5 a 15 dias do plantio.

Já a cebolinha pode ser plantada por semente ou rebento e precisa de mais irrigação que o manjericão. Como você pode ver, cada planta exigirá um cuidado. Por isso, o ideal é começar com um número menor de variedades e pesquisar bem cada uma antes de botar a mão na massa!

Benefícios

Um dos grande benefícios de cultivar sua própria horta é que você estará livre de agrotóxicos e produtos químicos, o que tornará sua alimentação muito mais saudável e sustentável. Estudos comprovam que trabalhar com a terra é extremamente terapêutico.

De acordo com uma pesquisa realizada na Noruega, a jardinagem se mostrou uma atividade mais relaxante que outras atividades de lazer. A atenção e o esforço que a horta exige ajudam na saúde mental e combatem a depressão.

Além disso, também é levantado pela comunidade médica que algumas bactérias encontradas na terra ajudam na produção de serotonina, responsável pelo nosso humor e função cognitiva. Ou seja, mexer com o solo pode ajudar a combater a demência.

Incrível como ter uma horta em casa pode trazer muitas vantagens, não é mesmo? Se você gostou do nosso guia e conhece alguém que gostaria de saber como ter uma horta caseira, compartilhe este post nas suas redes sociais!

Posts relacionados