Qual a importância do convívio social para uma vida saudável?

Qual a importância do convívio social para uma vida saudável?

Pare e pense: você sabe dizer qual a importância do convívio social? Compartilhar momentos com amigos faz bem para a alma, mas também traz outros benefícios.

Independentemente da idade, todos precisam trocar experiências e relaxar. Mas mais do que descontração, desses encontros provêm os estímulos necessários ao desenvolvimento em cada etapa da vida, dos primeiros passos no parquinho à manutenção das funções cognitivas após a aposentadoria.

Sociabilizar — acredite — melhora até a saúde. Por isso, reserve um tempo na sua agenda para a vida social! Veja algumas razões que comprovam por que é importante encaixá-la cada vez mais na sua rotina.

Qual a importância do convívio social em casa?

Ao redor da mesa se dão os melhores momentos em família. Mas mais do que gerar boas lembranças, comer junto ajuda a prevenir doenças crônicas, como cardiopatias, diabetes e obesidade.

No Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde (MS), explica-se como o consumo de comida caseira, feita com alimentos in natura ou minimamente processados, em vez de produtos ultraprocessados, fortalece o organismo.

Além disso, a comensalidade evita a ingestão “automática” — o que é comum quando se está distraído assistindo televisão ou mexendo no celular enquanto se alimenta.

Para regular o apetite, o jornalista especialista em hábitos alimentares Michael Pollan, no livro Regras da Comida, desaconselha se alimentar sozinho.

“Para quem é propenso a comer em excesso, as refeições não solitárias tendem a limitar o consumo, nem que seja apenas por ser menos provável nos empanturrarmos quando houver gente olhando”, afirma Pollan.

O convívio em casa também possibilita perceber e buscar tratamento caso alguém apresente sinais de problemas psicológicos, de ansiedade à depressão, entre outros.

Uma boa sugestão para afastar esses males, muitas vezes decorrentes do estresse, é contar com o amor de cachorro à sua espera no quintal. Passear pelo bairro é uma verdadeira terapia, tanto para os donos quanto para os cães.

Qual a importância do convívio social no lazer?

Profissionais da área da saúde concordam que ter uma rede de apoio ajuda a se sentir mais feliz, saudável e relaxado. Com amigos é mais fácil ter forças para encarar as atividades físicas essenciais à saúde, como ir regularmente à academia.

Para quem curte um determinado tipo de prática esportiva, mas não conta com ninguém do próprio círculo de amizades que tope compartilhar o desafio, vale a pena procurar por comunidades virtuais com interesses em comum.

Há grupos para pedalar, correr e muito mais, para praticantes de todos os níveis e idades, de recém-chegados a atletas. Segui-los nas redes sociais é especialmente interessante para quem está morando em uma cidade nova. Veja os dias e horários dos encontros e junte-se sem receio.

Por fim, não se pode deixar de mencionar os esportes coletivos e as benesses de um espírito competitivo saudável. De peladas à partidas de tênis, procure a quadra mais próxima e se divirta!

A liberação de endorfina durante as atividades melhora a sensação de bem-estar, sendo considerada um analgésico natural no alívio de tensões.

Alguns treinos depois, você estará se sentindo menos estressado e com muito mais disposição. No entanto, antes de começar qualquer atividade física, lembre-se de consultar um médico.

Qual a importância do convívio social no trabalho?

Além de tornar o ambiente leve, menos estressante e, consequentemente, mais produtivo, o convívio social no trabalho permite conhecer desejos e anseios e criar grupos de apoio em prol de uma causa.

Estes podem ser compostos por pessoas que buscam emagrecer de maneira saudável, por meio da mudança de hábitos, que queiram parar de fumar, entre outros.

Outra dica interessante é fazer uma espécie de terapia em grupo durante as caronas compartilhadas, especialmente nos trajetos de volta. Nessa hora, policiem-se para que os assuntos gerem atitudes positivas e conforto emocional.

Vale mencionar que o convívio social no trabalho é tão importante que algumas pessoas adoecem ao se aposentarem. Muitos buscam preencher o vazio se dedicando a um hobby ou empreendendo em uma nova carreira.

Outros recorrem a empresas especializadas na recolocação de profissionais com mais de 50 anos — negócio cada vez mais em alta. Manter a mente ativa, com o cérebro em constante atividade, ajuda inclusive na prevenção do Alzheimer e outras demências.

Qual a importância do convívio social nos momentos difíceis?

Seus melhores amigos podem ser da família, da academia, do grupo de corrida, de cursos extracurriculares, da vizinhança, tanto faz. Em caso de doenças graves, o convívio permite compartilhar o diagnóstico e os anseios com pessoas mais íntimas.

“São elas que mais o entendem e mais vão apoiá-lo nessa situação”, destaca-se no livro Vencer o Câncer, dos médicos Fernando Cotait Maluf, Antonio Carlos Buzaid e Drauzio Varella.

Um estudo publicado recentemente no periódico Personal Relationships, pelo psicólogo William J. Chopik, da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, constatou que, especialmente na terceira idade, ter amigos por perto é ainda mais valioso do que ter parentes. Isso ao menos em relação àqueles cujo convívio se resume a meros encontros esporádicos.


Conclusão

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a expectativa de vida do brasileiro aumentou 30 anos entre 1940 e 2015. Isso se deve, principalmente, às melhores condições de vida e avanços na medicina.

Já que estamos vivendo mais, é importante viver cada vez melhor. Uma parcela da população que tem sentido os benefícios de um convívio social mais intenso é aquela que fugiu do estresse dos grandes centros e se mudou para cidades mais afastadas.

Nas chamadas áreas de expansão urbana, a infraestrutura com praças, ciclovias e espaços de interação novos e em ótimo estado é um convite ao bate-papo e à prática de atividades ao ar livre.

Para fazer novas amizades, uma dica é deixar o celular guardado quando estiver em locais públicos e reparar em quem cruza seu caminho.

Comer de maneira saudável, praticar atividades físicas, manter a mente ativa, entre outras práticas exercidas em meio à uma boa vida social é essencial.

E você? Já parou para pensar sobre qual a importância do convívio social na sua qualidade de vida? De qual atitude você não abre mão ou pretende iniciar para melhorar sua vida social? Conte pra gente, deixando seu comentário no post!

Posts relacionados