Um passo a passo para montar um closet

Um passo a passo para montar um closet

Quem tem o privilégio de morar em uma casa espaçosa pode setorizar os espaços de modo a torná-los mais organizados e funcionais. Por isso, muito melhor do que ter um guarda-roupa abarrotado é montar um closet de maneira personalizada! Mas, antes de encomendar um projeto em uma loja de planejados ou solicitá-lo a um designer de interiores, avalie suas necessidades e meça a área disponível.

Primeiramente, escolha onde deseja montá-lo. O closet pode ser integrado à suíte, desde que tenha portas. Porém, o mais bacana é construí-lo em um espaço exclusivo, de preferência em um cômodo que esteja inutilizado no momento. Isso, por si só, previne que o ambiente ocioso se transforme em um pavoroso quarto da bagunça.

Lembre-se de que ter um closet de alto padrão valoriza o imóvel inclusive na hora da venda. Aproveite as dicas abaixo e veja como montar o seu closet!

Primeiro passo para montar um closet

Avalie as condições de luminosidade natural e de ventilação do cômodo escolhido. Verifique o estado de conservação de pisos, paredes e teto. Caso haja mofo ou algum outro problema, resolva antes de iniciar a montagem.

Providencie a remoção dos rodapés e as mudanças de pontos de tomadas e interruptores. Caso alguma parede vá ficar sem marcenaria, opte por pintá-la com tons claros e neutros, como off-white, que colaboram para a iluminação.

Tire as medidas do ambiente, considerando do pé direito. Depois, estabeleça quantas pessoas vão usar o espaço ou se seu uso será exclusivo a um único morador. Se for um closet de casal, deve-se dividi-lo em setor masculino e feminino.

As características das vestimentas do(s) usuário(s) são importantes para determinar os tipos de divisórias internas, que devem ser projetadas para atender suas necessidades e facilitar o dia a dia. Lembre-se de que a marcenaria é que deve se adaptar às necessidades da família, não o contrário.

Se for instalar um closet exclusivo para as crianças, o local pode contar com uma área para comportar os brinquedos, facilitando a organização. Nesse caso, é ainda mais importante prever o acesso seguro aos objetos, para prevenir acidentes domésticos.

Faça um inventário das roupas e acessórios

Quem trabalha com roupas sociais precisa de mais espaço para pendurar os diversos cabides, de modo a evitar que fiquem amassadas. Já quem usa vestes informais, precisa de mais gavetas. Reserve o canto para comportar peças compridas e volumosas.

Se houver necessidade de organizar as roupas de cama, como lençóis e edredons (ainda que estejam dentro de sacos a vácuo), o melhor são nichos amplos, com maior profundidade.

Não se esqueça de reservar uma seção para a sapateira, de modo que seja, novamente, proporcional à sua necessidade. Prateleiras com corrediças, com cerca de 20 cm de altura, são suficientes para organizar sapatos baixos, mas botas e sapatos de salto alto precisam de áreas maiores.

Lembre-se, ainda, de reservar algumas gavetas para as roupas íntimas e de moda praia. O mesmo vale para uma gaveta com miudezas preciosas, como joias, relógios e óculos.

Solicite um projeto de marcenaria sob medida

Quando chegar a hora de ir a uma loja de móveis planejados ou de chamar um arquiteto especialista em design de interiores para elaborar o projeto dos sonhos, informe tudo o que precisará guardar no espaço. Certifique-se de que haverá boa ventilação, para evitar que suas peças mofem.

Em relação às medidas padrões, a profundidade mínima deve ser de 60 cm, quando há portas; 55 cm, sem uso de portas; e de mais de 65 cm, quando houver portas de correr, por conta do espaço extra ocupado pelos trilhos. Já a altura deve corresponder à do pé direito.

O calceiro deve ter, em média, 75 cm de altura; a área destinada aos blazers e camisas, entre 90 cm e 110 cm; o espaço para saias e casacos, por volta de 120 cm; já a seção reservada aos vestidos longos e sobretudos precisa de, pelo menos, 150 cm. Por fim, um bom maleiro tem 45 cm de altura.

Exija materiais de boa qualidade e soluções inteligentes

Se o closet for integrado ao quarto, prefira fazer o fechamento com portas de correr, que economizam espaço. Já os nichos mais altos, próximos ao teto, podem receber portas basculantes. Portas de vidro são lindas, modernas e boas para ver o que tem dentro, mas exigem que a organização esteja sempre impecável. Já portas espelhadas aumentam a sensação de espaço.

Tire proveito da tecnologia e pergunte ao profissional quais são os recursos disponíveis para alcançar as peças que ficam no alto sem precisar de uma escada. Há puxadores que facilitam o tira e põe das peças, por exemplo.

Opte por materiais de boa qualidade, visando a durabilidade das estruturas. Escolha dando preferência a padrões de revestimentos clássicos, que não saem de moda.

Pelo custo-benefício que apresenta, a madeira é o material mais utilizado. Ela aparece em duas versões complementares: MDF e MDP. A primeira é mais usada nas partes aparentes, pela maleabilidade que oferece ao design; a segunda é mais resistente ao empenamento e a colocação de parafusos, sendo usada internamente.

Acerte na escolha dos complementos

A boa iluminação é indispensável dentro de um closet. Prefira luzes LED, que são mais econômicas, têm boa durabilidade e não esquentam. Complemente nichos e prateleiras com fitas de LED, que ajudam a clarear espaços mais fechados e dão um charme extra.

É importante instalar uma persiana para regular a intensidade de luz natural, bem como garantir a privacidade ao se vestir. Opte por tecidos que oferecem proteção aos raios solares, para que não desbotem as roupas nem a marcenaria.

O espelho deve permitir visualizar o corpo inteiro. Também é preciso ter um apoio para se sentar. Pode ser um móvel multiúso, disposto no centro do ambiente, que sirva para se calçar e ainda funcione como degrau, para alcançar itens mais altos.

 

Programe a instalação e a manutenção

Com o pedido feito, programe-se para esperar por, pelo menos, um mês até a entrega da marcenaria. A montagem leva, em média, de dois a três dias, dependendo do tamanho do projeto. Por isso, evite iniciá-lo quando tiver alguma viagem programada ou outra ocorrência que prejudique sua disponibilidade para receber os técnicos.

Quando estiver instalado, limpe-o uma vez por mês com um pano úmido embebido em uma solução caseira (metade de água, metade de vinagre de álcool). Espere secar bem e distribua alguns sachês de organza com giz de lousa pelas prateleiras, nichos e gavetas, para reter a umidade. Se preferir, compre produtos prontos ou use desumidificadores elétricos.

Por fim, capriche na organização. Há quem prefira fazer a separação das peças por cores e tipos de tecidos; quem faça pelo estilo das roupas; e quem opte pela praticidade de deixar à mão aquelas que usa mais. O importante é facilitar seu dia a dia! 

Agora que você já descobriu como montar um closet, compartilhe essas dicas nas suas redes sociais!

Posts relacionados