casa com conceito aberto

Casa com conceito aberto: entenda o que é e quais as vantagens

Quando falamos do mercado imobiliário brasileiro, uma coisa inegável é a grande variedade de unidades disponíveis, sobretudo nos grandes centros urbanos, que estão aptas a atender às demandas e necessidades dos consumidores mais exigentes. Diante dessa realidade, uma casa de conceito aberto pode ser perfeita para o seu perfil.

Esse padrão vem ganhando adeptos e está ficando cada vez mais presente nos novos empreendimentos residenciais ou, até mesmo, nas propriedades mais antigas por meio de reformas e projetos de adaptação e ampliação de cômodos. Confira o conteúdo a seguir e aprenda um pouco mais sobre esse tema.

Simulador Laredo

O que é uma casa com conceito aberto?

Você muito provavelmente já ouviu falar sobre o conceito aberto em programas de TV a cabo nos quais os apresentadores fazem uma obra para deixar a casa mais moderna ou para recuperar um imóvel em péssimo estado de conservação. Esse tipo de show é popular em todo o mundo e, no Brasil, vem fazendo bastante sucesso.

Outra possibilidade é que você tenha conhecido o termo “cozinha americana”, na qual esse cômodo possuía uma ilha com pia e um balcão, geralmente feito de alvenaria com um tampo de pedra, que servia como um tipo de divisória e separava esse ambiente do restante do imóvel, sobretudo da sala de estar.

Em linhas gerais, isso é o conceito aberto, que pode variar um pouco de acordo com o projeto arquitetônico e a decoração. A ideia é ter uma casa quase sem paredes, com foco total na mobilidade e na funcionalidade, com uma arrumação estrutural que permita visualizar as áreas de convivência do imóvel como um todo.

Quais são as características do conceito aberto?

A característica básica da casa com conceito aberto é, como já dissemos, a ausência de paredes entre os ambientes. Os cômodos mais integrados são as salas de estar e jantar, além da cozinha. Em projetos comuns, exceto lofts e eventualmente alguns estúdios, quartos e banheiros continuam sendo separados.

A aplicação é mais na questão estética e funcional, o que é muito vantajoso em unidades que possuem uma área cada vez menor de construção, como vem ocorrendo nos maiores centros urbanos. Dessa maneira, mesmo com uma metragem enxuta, é possível otimizar o espaço interno e optar por uma arquitetura mais sustentável.

Outra característica marcante — que já é utilizada há muito tempo nos Estados Unidos — é a aplicação de divisórias de drywall, também chamadas de gesso acartonado. Elas substituem a madeira ou a alvenaria e são baratas, leves, práticas e muito fáceis de serem instaladas, com um custo menor em relação às opções tradicionais.

Por que casas com conceito aberto estão em alta?

Se antes o ponto forte do mercado imobiliário eram casas e apartamentos com uma metragem ampla e muitas divisórias, atualmente é a praticidade que impera. As empreiteiras perceberam que, nos dias atribulados de hoje, as pessoas preferem fazer um investimento em algo que confira mais dinâmica para a sua rotina.

Uma casa com conceito aberto permite que os seus moradores não percam tempo com a limpeza e não tenham de gastar valores imensos para mobiliar os cômodos separadamente. Também é muito bom para quem tem crianças ou pets, uma vez que é possível ficar de olho neles em qualquer local do imóvel.

Diante dessa realidade tão marcante, as construtoras e imobiliárias estão apostando em prédios e até mesmo em condomínios que explorem esse diferencial e foquem nas áreas comuns, com espaços de lazer, entretenimento e que permitam recepcionar as visitas, como ambientes gourmet e playgrounds, por exemplo.

Todos os ambientes da sua casa

Como mobiliar uma casa com conceito aberto?

Na hora de mobiliar uma casa com conceito aberto é preciso, logicamente, tomar um cuidado maior em relação à integração dos ambientes e com a decoração. É preciso que todos os elementos componham uma certa concordância, investindo em detalhes que tornarão todos os cômodos mais bonitos e harmônicos.

Além de bom gosto, uma boa ideia é apostar nos planejados, uma vez que os móveis precisam ter os tamanhos ideais para cumprirem sua função de dividir os ambientes sem atrapalhar a circulação dos moradores. Com relação ao acabamento, preste atenção ao piso, evitando mudanças bruscas como da madeira para o porcelanato, por exemplo.

Quais são as vantagens da casa com conceito aberto?

Agora que entendeu um pouco mais sobre como é uma casa com conceito aberto, veja a seguir as vantagens de aderir a essa modalidade.

Ampliar ambientes pequenos

Para muitas pessoas, a maior vantagem de uma casa de conceito aberto é que isso permite ampliar pequenos ambientes. Morando em um espaço integrado, você encontra a solução para pouco espaço, já que, mesmo que não pareça, paredes e divisórias ocupam o recinto.

Esse é um diferencial importante nos dias de hoje, uma vez que os imóveis estão com uma metragem cada vez menor, inclusive por conta da especulação imobiliária.

Mesmo os apartamentos, em especial os mais modernos, podem se beneficiar com essa tendência. Quando as divisórias são removidas, o espaço é ampliado e essa vem sendo uma estratégia adotada pelos melhores arquitetos e designers de interiores, como uma maneira de deixar o local maior, mais arejado e iluminado.

Nesse tipo de habitação, o ideal é investir apenas em mobílias que sejam da necessidade do morador e, de preferência, pequenas e modulares, para não dar a sensação de amontoamento. Deixe os móveis fixos para a cozinha e closets.

É legal também optar por peças multiuso, como a mesa de centro com gavetas organizadoras, o que melhora muito o aproveitamento do ambiente e deixa espaço livre para a circulação.

Tornar ambientes mais integrados

Especialmente para os pais de crianças pequenas, a integração entre os ambientes é uma das melhores vantagens de uma casa de conceito aberto. Com essa tendência, você pode estar na cozinha preparando uma refeição e terá total visão da sala de estar onde os seus filhos estão correndo e brincando.

É uma forma inteligente de fazer as suas atividades sem precisar se deslocar para constatar se está tudo bem o tempo todo. Esses imóveis também são excelentes para receber os amigos e fazer reuniões, visto que você poderá se comunicar facilmente com quem está em outro cômodo e todos ficarão mais à vontade para circular.

Caso você sinta necessidade de dividir os ambientes de alguma forma, se inspire em uma decoração diferenciada. Aposte em móveis e tapetes como divisórias ou até mesmo utilize elementos vazados, como painéis de muxarabi, os quais são encontrados para todos os gostos no mercado, desde produzidos com madeira até com ferragem.

Outra opção são materiais translúcidos, como portas de vidro. Uma ideia é usá-los em conjunto com persianas, assim é possível fechá-las quando você quiser mais privacidade. Dessa forma, você não perde espaço essencial do ambiente e não abre mão da separação.

Conectar o interior com o exterior

Caso o seu imóvel tenha uma área externa, o conceito aberto pode ser muito vantajoso também. Essa estratégia pode conectar esse ambiente com o interior da casa, uma vez que as barreiras entre as duas partes serão minimizadas, como uma porta de vidro que abre totalmente.

Ao conectar o interior com a área externa, você terá um espaço ainda mais harmonioso e agradável, com todo o aconchego e a sensação de liberdade que a conexão com a natureza traz. Essa integração trará ainda mais a luz natural e a ventilação, o que, dependendo da distribuição do ambiente, alcançará toda a residência e moradores.

Ter a possibilidade de apreciar as vistas para o jardim, além de dar um up na decoração da casa, beneficia nossa saúde física e mental. Segundo um estudo realizado em 2010 na Universidade de Chiba e publicado no periódico Environmental Health and Preventive Medicine, ter contato com o verde durante o nosso dia a dia, reduz os níveis de cortisol (hormônio relacionado com o estresse) e a pressão arterial.

Aumentar a socialização

Viver em uma casa de conceito aberto amplia e intensifica a conexão com a família. Isso acontece porque, sem as separações dos espaços, ficamos mais próximos dos outros moradores, reforçando os laços que às vezes ficam de lado no nosso ritmo acelerado de vida cotidiana.

Ao interagir uns com os outros, passamos a viver de forma solidária e nos tornamos mais sociáveis e abertos ao diálogo. A socialização não só melhora entre a família, como também entre os amigos que recebemos em casa para confraternizações e reuniões, já que todos ficarão sempre no mesmo espaço, não exigindo que o anfitrião tenha que ficar circulando pela casa para interagir com todos.

Segundo especialistas, por mais que no começo possa parecer difícil, conviver com os outros moradores, independentemente de laços de sangue, proporciona inúmeros benefícios a longo prazo. Um deles é em relação às crianças, que estarão mais preparadas para serem sociais e para lidarem com pessoas diferentes delas sem preconceitos.

Melhorar aproveitamento da luz natural

Em um local sem paredes, a luz natural tende a se espalhar pelos ambientes, principalmente quando existem grandes janelas e aberturas. Isso acontece porque a iluminação que ficaria em apenas um cômodo, caso houvesse paredes, iluminará o restante da residência, o que trará beleza e tornará os ambientes muito mais agradáveis e aconchegantes.

A iluminação traz inúmeros benefícios, desde a saúde até a produtividade. Doses solares aumentam o nosso conforto visual e a produção de vitamina D, o que melhora a absorção de cálcio pelos ossos. Já quando a luz natural está ausente, nosso cérebro entende que é hora de descansar, diminuindo nosso rendimento.

Além disso, será possível notar uma grande queda no valor da conta de energia elétrica, já que você só precisará acender lâmpadas no período da noite. Ainda assim, ligará de poucos cômodos, pois será o suficiente para utilizar os outros ambientes sem acender luminárias em cada espaço percorrido.

Ampliar a circulação

Mesmo que não pareça, paredes e divisórias ocupam bastante espaço, basta fazer a conta da porcentagem de área em relação à planta de uma casa tradicional. Você encontrará um valor significativo. Mesmo locais grandes, ao serem divididos, passarão a sensação de serem menores.

Eliminar as paredes do projeto, ou mesmo de uma construção já existente, fará você utilizar cada pedacinho do imóvel. O que é imprescindível principalmente nas residências atuais, onde temos cada vez mais a metragem reduzida. Assim, os moradores terão espaços livres para a circulação, sem ficar dando de cara com obstáculos.

Além disso, ao comparar valores de obras, você notará uma grande redução nos custos de material de construção e mão de obra, já que não será necessário erguer as paredes e instalar portas e janelas.

Trazer mais ventilação

Assim como a iluminação natural, a ventilação é um recurso natural infinito e saudável e também se espalha em casas de conceito aberto, principalmente quando há conexão do interior com o exterior. Com uma melhor circulação de ar, o ambiente fica mais fresco, o que é perfeito para um país como o nosso, onde os meses de calor prevalecem.

Ventiladores e ar-condicionado não devem ser a principal estratégia para produzir um clima termicamente confortável. Nesse tipo de habitação, onde há uma maior incidência de ventilação natural e cruzada (quando o ar entra por uma janela e sai por outra), você poderá desligar ou reduzir o tempo de uso desses aparelhos, o que fará uma grande diferença na conta de energia elétrica.

A ventilação natural também traz benefícios para a saúde. Estudos mostram que, principalmente por não alterar a umidade do local, pessoas nesses ambientes tendem a ter menos dores de cabeça e olhos irritados. Tal fato determina um significativo ganho na produtividade. Além disso, o ar fica livre de fungos e bactérias que muitas vezes estão presentes nos filtros de aparelhos de climatização.

Como você pôde ver, uma casa de conceito aberto tem inúmeras vantagens e pode ser perfeita para o seu perfil! Essa tendência começou nos Estados Unidos e tem recebido cada vez mais destaque no Brasil, já que o clima do nosso país e a nossa necessidade de espaços amplos, tem tudo a ver com essa novidade!

Seja por qual razão você optar por esse tipo de habitação, você terá ambientes modernos e que, provavelmente, não sairão mais de moda. Lembre-se apenas de planejar tudo com cuidado e de contar com profissionais especializados, assim você terá um projeto do seu gosto e que cabe no seu bolso.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre uma casa de conceito aberto? Quer conferir outros conteúdos como este? Então que tal assinar a nossa newsletter?

Posts relacionados