6 considerações ao avaliar arquitetos em Aracaju

6 considerações ao avaliar arquitetos em Aracaju

Ter uma casa bem construída, com uma arquitetura bem pensada e que tenha tudo a ver com o nosso estilo é o desejo de muitas pessoas. Cores, texturas, iluminação, espaço, decoração e mobília são alguns dos fatores que constituem o processo de construção e adequação do nosso lar.

Porém, apesar de parecer algo simples, contar com bons arquitetos em Aracaju é fundamental para garantir que o bom gosto esteja aliado à estrutura e aos materiais ideais. Dessa maneira, é possível termos um ambiente aconchegante e que nos proporcione qualidade de vida.

No entanto, você sabe o que considerar ao avaliar a contratação desses profissionais? Leia nosso post e descubra.

Inovamos em tudo

Função dos arquitetos

O arquiteto tem como principal função criar e adaptar ambientes, além de torná-los adequados para as funções humanas. Dessa forma, ele é responsável por gerar uma conexão entre os projetos e os impactos que eles podem causar no bem-estar e na qualidade de vida das pessoas.

Isso porque o ambiente em que vivemos é capaz de despertar sensações que nos afetam psicológica e fisicamente. Esse é o principal motivo pelo qual a atenção às cores das paredes, à disposição dos móveis e ao tipo de iluminação deve ser redobrada.

Por tudo isso, escolher bons arquitetos em Aracaju para cuidar de seus projetos é tão importante. A atuação deles vai desde a avaliação do terreno para uma obra que vai começar do zero até a definição dos últimos detalhes de acabamento, revestimento e iluminação.

Com conhecimento e dedicação, será possível realizar o projeto conforme as necessidades e vontades dos donos de uma residência, por exemplo, conciliando-o, ainda, com critérios e preceitos específicos da arquitetura.

Considerações para avaliar arquitetos em Aracaju

Na hora de fazer a escolha pelo profissional ideal para o seu projeto, é preciso levar alguns fatores em consideração. Confira a seguir quais são eles.

1. Pesquise por arquitetos em Aracaju

O primeiro passo para escolher um arquiteto é pesquisar bastante. Dada a importância do trabalho e do resultado, ter opções é fundamental. Para isso, uma boa ideia é procurar em portais de projetos. Além de reunir tendências da arquitetura, esses sites possibilitam o acesso a arquitetos e escritórios.

Outra possibilidade é buscar indicações entre colegas, amigos e parentes. Você pode, inclusive, visitar os projetos já realizados pelos profissionais em questão. Pessoas próximas podem ser as melhores fontes para você descobrir se o trabalho de um arquiteto é satisfatório, aumentando as chances de acerto.

2. Avalie o portfólio e o perfil do profissional

O portfólio de um arquiteto é um arquivo imprescindível quando o assunto é contratar esse profissional para o seu projeto. Lá estarão reunidos os trabalhos realizados por ele. Assim, você pode começar a ter uma ideia de como é sua atuação.

Uma possibilidade, conforme já citamos, é visitar os projetos prontos ou em andamento. Ver tudo de pertinho pode auxiliar na compreensão do trabalho do arquiteto. Desse forma, é possível observar se ele está alinhado ao que se espera.

Além disso, é muito importante que o perfil do profissional esteja em harmonia com o seu. Afinal, de nada adianta contar com uma pessoa qualificada se ela desconsidera suas vontades no projeto, certo? Como mencionamos, o projeto deve conectar o ambiente ao bem-estar de quem vai usufruir dele.

3. Verifique a especialização do profissional

Na arquitetura, é possível se especializar em diversas áreas. Ainda que seja importante ter um profissional versátil para seu projeto, pode ser que uma especialidade específica seja mais crucial naquele momento. Por isso, não deixe de verificar se a especialidade do arquiteto coincide com sua necessidade.

Não se esqueça também de conferir se há registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). Ele é o órgão regulador da profissão no país, e o registro é emitido para arquitetos devidamente formados. Assim, se você não encontrar essa informação, não arrisque! Mais do que uma questão de estética, é preciso prezar pela segurança do projeto.

4. Descubra fornecedores preferenciais

Cada arquiteto tem fornecedores com os quais costuma lidar e solicitar elementos para os projetos. Isso garante um alinhamento, já que ambos estão acostumados a trabalhar juntos, mantendo uma espécie de padrão.

Ainda que esse contato e as solicitações sejam normalmente feitos pelo próprio profissional, é preciso verificar a procedência e a qualidade dos materiais fornecidos pela empresa. Isso será importante, inclusive, para a qualidade final do projeto.

Uma simples pesquisa na internet pode ajudar a obter informações básicas, como ano de fundação da empresa, certificações que ela tem e endereço. Além disso, é possível conferir os catálogos de itens disponíveis. Caso queira se certificar da qualidade e ter ainda maior segurança na escolha, não deixe de fazer uma visita à loja para ver os produtos de perto.

5. Solicite orçamentos

Alinhados perfil e especialidade, é hora de se sentar com o arquiteto para definir os valores a serem pagos pelo trabalho. Para identificar a relação custo-benefício, tenha ciência da área a ser construída ou reformada. Lembre-se ainda de que o valor pode variar a depender da especialidade requerida.

Feito o orçamento, não deixe de dar uma conferida na tabela do Conselho de Arquitetura e Urbanismo. Ela é a base para a precificação dos serviços e deve servir de referência para o mercado. Então, desconfie de preços muito baixos, quando comparados à tabela.

Ainda, a forma de pagamento deve ser conversada diretamente com o profissional. Ela pode acontecer somente quando o projeto for finalizado, o que não impede a negociação de outra forma de pagamento dos honorários.

6. Faça reuniões presenciais

Uma vez que projetos são bastante pessoais e precisam promover o bem-estar, é muito importante fazer reuniões presenciais com o arquiteto. Além de ser uma maneira de gerar empatia, isso também possibilita adquirir confiança nele. Assim, você poderá ver com mais clareza se aquele profissional será o mais indicado para o serviço.

Nesses encontros, apresente todas as suas ideias e exija a proposta de trabalho, documento no qual estarão todas as etapas do projeto a ser realizado, com datas de entrega e valores. A quantidade de visitas ao local do projeto também deve estar discriminada nessa proposta.

A importância do papel do arquiteto em um projeto é indiscutível para o bom andamento do trabalho e para que o resultado esteja de acordo com o esperado. Porém, a contratação de um serviço de arquitetura requer bastante atenção. Siga os passos mencionados neste post para ter sucesso ao escolher arquitetos em Aracaju!

Gostou do artigo? Se você tem dúvidas sobre como escolher o condomínio ideal para o projeto dos seus sonhos, não deixe de entrar em contato conosco. Somos um empreendimento horizontal de condomínios fechados com soluções perfeitas para o seu objetivo!

Comentários