Descubra porque adquirir um patrimônio familiar é importante

Por que adquirir um patrimônio familiar é importante?

Ter um patrimônio familiar é importante para assegurar um futuro tranquilo para si e para seus entes queridos, considerando, inclusive, as próximas gerações. Porém, sabe-se que o acúmulo de bens e a geração de riquezas exigem planejamento financeiro e disciplina para poupar e investir — o que nem sempre é uma tarefa fácil, ainda mais em tempos de economia instável.

Ainda assim, todo esforço empreendido nesse sentido vale a pena! Tem interesse nesse assunto e quer saber por quê? Confira agora mesmo em post!

Thai Residence

Quais são as vantagens de formar um patrimônio sólido?

Entre as diversas vantagens de constituir um patrimônio familiar, a estabilidade financeira é, certamente, uma das mais importantes.

Isso porque, com o avanço da idade, a empregabilidade diminui e, em contrapartida, a aposentadoria no Brasil quase nunca permite manter o padrão de vida ao qual se estava acostumado. Nessas horas, os bens duráveis servem como portos seguros.

Porém, não se trata de algo importante somente após a aposentadoria. Ter um patrimônio também ajuda a segurar o orçamento caso algum dos responsáveis pela família perca o emprego em plena idade produtiva.

Por exemplo: imagine ter de arcar com o aluguel — um dos gastos fixos que mais pesa na renda doméstica — em uma situação como essa?

Quem tem uma casa própria pode trocar por outra mais barata e se recapitalizar. Já quem tem um segundo imóvel pode alugá-lo e obter uma nova fonte de renda.

Ou seja, ambas alternativas são melhores do que pedir empréstimos bancários e ter de lidar com juros exorbitantes.

Qual a diferença entre ter dinheiro e acumular patrimônios?

Ganhar dinheiro, por meio de um bom salário ou de um negócio rentável, permite ter um certo padrão de vida por um determinado período, mas não assegura, necessariamente, o futuro da família. Este é obtido com o gerenciamento do patrimônio familiar.

Na prática, bens duráveis, como residências, são considerados como bons patrimônios, principalmente se contarem com itens que colaboram para a valorização do imóvel.

Isso porque, além de poderem ser vendidos, podem ser alugados e transformados em fontes de renda passiva, reforçando o orçamento em casos de necessidade.

Aplicar em fundos de investimento (com taxas de administração menores e boa rentabilidade), que permitam ser resgatados em momentos oportunos, é outra maneira de formar seu patrimônio, pois trazem mais lucro do que deixar o dinheiro parado na poupança.

No entanto, pessoas inexperientes devem ficar atentas aos riscos inerentes às aplicações, buscando as melhores estratégias de investimento com a consultoria de gestores de fundos.

 

Como se preparar para investir no futuro familiar?

Organizar o orçamento doméstico é o primeiro passo para quem deseja construir um patrimônio familiar. Para tanto, deve-se fazer uma planilha com as fontes de renda e de despesas, fixas e variáveis, e reduzir ou eliminar gastos supérfluos.

Em seguida, é preciso direcionar as fatias do orçamento. A conhecida regra dos 50-15-35 é um bom método para quem deseja poupar. Funciona assim:

  • até 50% da renda pode ser comprometida com gastos essenciais (moradia, transporte, alimentação e educação);
  • pelo menos 15% vão para prioridades financeiras, como a construção de um fundo de reserva para emergências, o pagamento de dívidas ou, caso não existam pendências, para os investimentos;
  • até 35% são destinados a atividades de lazer, compras, viagens, entre outras ligadas ao padrão de vida — ou seja, podem ser redirecionados em caso de necessidade.

Para dar certo, todos os membros precisam se comprometer com objetivo maior: a construção do patrimônio familiar. Mesmo que seja aos poucos, algumas estratégias para economizar dinheiro colaboram nesse sentido:

  • deixe os cartões de crédito bem guardados, para evitar compras por impulso;
  • avalie a real necessidade e o custo/benefício de cada objeto de desejo antes de fazer sua aquisição;
  • faça compras à vista e barganhe descontos ou procure pelas melhores condições de pagamento a prazo.

Como começar a construir o patrimônio familiar?

Antigamente, quem dispunha de alguma reserva financeira costumava investir na aquisição de terrenos a preços baixos e em locais tidos como promissores, para dar início à construção de seu patrimônio familiar.

Atualmente, essas oportunidades ainda existem, porém é preciso considerar uma série de fatores para ter certeza de que o investimento imobiliário tem um real potencial de valorização.

Nesse sentido, a escolha e a compra de um lote se mostram como uma alternativa interessante de patrimônio quando:

  • o terreno se encontra em uma área de expansão urbana, a um custo acessível ou que possa ser financiado;
  • tem uma dimensão grande o suficiente para construir uma verdadeira casa dos sonhos;
  • é de fácil acesso, ou seja, fica próximo de vias importantes e/ou linhas de transporte público (ônibus, trem ou metrô);
  • detém um posicionamento privilegiado, que garanta boa luminosidade e ventilação naturais;
  • fica em um condomínio horizontal, que reúne uma série de diferenciais — de recursos de segurança à estruturas que estimulam o convívio social entre moradores;
  • apresenta um entorno com uma rede de comércios e serviços variada e de boa qualidade, com shoppings centers, escolas, supermercados, farmácias, entre outros estabelecimentos essenciais.

Como aumentar o valor do patrimônio familiar?

No caso da aquisição de um lote, o proprietário pode aproveitar o terreno para construir um imóvel aos poucos, sem comprometer o orçamento doméstico enquanto aumenta seu patrimônio.

O projeto pode ser personalizado com as características mais requisitadas hoje em dia, como uma garagem ampla e coberta; ambientes sociais integrados; área gourmet; uso de energia solar; irrigação automatizada etc, destacando-se no mercado imobiliário.

Por fim, basta lembrar de manter a manutenção periódica em dia, para evitar que o imóvel se deteriore e perca seu valor, e contratar um seguro residencial, para prevenir gastos e dores de cabeça com imprevistos (danos elétricos, incêndios, entre outros).

Agora que você sabe como acumular um patrimônio familiar é importante, comece a buscá-lo o quanto antes. Além de trazer mais estabilidade em momentos de dificuldade financeira, bens duráveis permitem desfrutar de um futuro mais tranquilo, bem como deixam um valioso legado para as próximas gerações, como filhos e netos.

Se você gostou deste conteúdo e deseja saber mais, baixe nosso e-book gratuito e fique por dentro de tudo sobre investimentos em imóveis!

Posts relacionados